Cruzeiro: Presidente afirma ‘não ter condições’ de arcar com salários do clube

Crise financeira e queda para a Série B devem prejudicar ainda mais finanças da Raposa

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Reprodução/Youtube

O Cruzeiro passou por um 2019 esquecível, com problemas administrativos, crise financeira e o rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro. E as perspectivas quanto ao futuro da Raposa ainda não devem melhorar tão cedo

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram 

Em entrevista ao Globoesporte.com, o presidente do clube, Wagner Pires de Sá, admite que o clube ‘não tem condições’ de pagar os salários de jogadores e funcionários. O dirigente cruzeirense quer uma conversar com o elenco para falar da situação atual do clube.

“Nós não temos dinheiro para pagar a folha, mais aqueles que vestiram a camisa e tem vontade de dar a volta por cima, porque jogador nenhum quer ficar com essa pecha de ter rebaixado um clube para a Série B, nenhum jogador quer isso. Então, vamos conversar com todo mundo e aqueles que a gente puder fazer um trato, vamos mantê-los”, declarou o presidente.

Na situação atual, o Cruzeiro tem dois meses de salários atrasados aos jogadores e ainda não pagou salários de dezembro e o 13º aos funcionários do clube. Sem recursos e com possibilidade de ver menos receita em 2020, Wagner Pire de Sá declarou que o time terá que fazer ‘sacrifícios’ para por a folha salarial em dia,

“Se você me perguntar qual a fonte imediata que temos para pagar os salários dos jogadores até o fim do ano, eu te digo que estamos correndo atrás. Temos perspectivas, estamos fazendo novas negociações. Agora, tudo tem que ser mais ou menos em silêncio, mas é um situação muito difícil que estamos falando. Hoje, se você me falar, é muito difícil. Então todo mundo vai ter que fazer um pouco de sacrifício para que possamos regularizar a situação”, comentou.

LEIA MAIS

Novo vice-presidente do Cruzeiro diz que jogadores que não aceitarem redução salarial serão negociados ou ‘afastados’

Cruzeiro: Zezé Perrella revela que dívida do clube é de R$ 700 milhões

(Crédito da foto: Reprodução/Youtube)