Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Didier Deschamps renova contrato com a França até 2022

Técnico campeão mundial com a França em 2018 vai poder lutar pelo tricampeonato no Catar. Contrato foi esticado até o final do ano da Copa do Mundo

Aécio de Paula
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação: FFF

O francês Didier Deschamps vai comandar a França na luta pelo tricampeonato mundial no Catar. Isso porque seu contrato com a Seleção foi esticado até o final de 2022, o ano da próxima Copa do Mundo. Os boatos da renovação circularam pela imprensa europeia desde ontem. Mas agora a informação é oficial. Nesta terça-feira (10), a Federação Francesa de Futebol (FFF) confirmou a renovação.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

O contrato anterior de Deschamps terminaria no fim da Eurocopa de 2020. Com a confirmação, o técnico ganha a garantia de que continuará no cargo independente do resultado. De acordo com fontes de dentro da Federação francesa, o objetivo é dar tranquilidade para o trabalho.

Apesar disso, há quem diga que Deschamps só conseguiu essa renovação por ter classificado a seleção para a disputa da Eurocopa de 2020. Seja como for, já se sabe que Deschamps vai enfrentar pedreiras na competição do próximo ano. O sorteio colocou os franceses no grupo da morte ao lado de Portugal e Alemanha. O quarto integrante do grupo ainda será definido.

Com o sorteio, dá pra dizer portanto que Deschamps vai ter um reencontro fatídico com Portugal. As duas seleções protagonizaram a grande final da edição passada da Eurocopa em 2016. Na ocasião, os portugueses venceram os franceses em pleno solo francês. Já a Alemanha eliminou a França nas Quartas de Final do Mundial de 2014. Assim, Deschamps vai ter a chance da revanche dupla.

Em busca da história

Com a renovação, Didier sabe portanto que comandará a equipe francesa na busca pelo tricampeonato. O curioso é que ele esteve presente nos outros dois títulos mundiais da França. Em 1998, ele foi campeão em Paris como jogador. Em 2018, ele foi campeão em Moscou como técnico. Em 2022, ele pode repetir a dose como treinador da equipe.

A expectativa é que Deschamps se torne em breve o técnico que mais comandou a seleção francesa na história. O recorde hoje é do Michel Hidaldo. Ele passou oito anos e seis meses no cargo entre 1976 e 1984. Deschamps chegou na Seleção francesa em 2012.

LEIA MAIS

Joachim Löw, técnico da Alemanha, se diz ansioso pela Eurocopa 2020