Extreme-E anuncia etapa em Senegal, completando calendário inaugural

Categoria pioneira em off-road com SUVs elétricos, a Extreme-E anunciou nesta quinta-feira (12) o quinto e último local da temporada inaugural, em Senegal

Rodrigo Nascimento
Colaborador do Torcedores.com, amante dos esportes americanos e do automobilismo.

Crédito: Foto: Extreme-E

Lac Rose, no Senegal, na costa oeste da África, foi revelado hoje como o local da corrida oceânica para a temporada inaugural do Extreme E, a nova série pioneira de corridas elétricas off-road que usa o esporte para aumentar a conscientização sobre os problemas climáticos globais.

Esportes de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!

Alejandro Agag, fundador e CEO da Extreme E, juntou-se a Abdou Thiam, presidente da Federação Senegalesa de Automóveis, para fazer o anúncio durante uma limpeza comunitária da praia no local proposto para a corrida em Lac Rose, também conhecido como Lago Retba, a aproximadamente 30 quilômetros da capital senegalesa, Dakar.

“Estou muito satisfeito por confirmar o Senegal como nosso local de corrida no oceano. Esta é uma área de excepcional beleza natural, mas infelizmente, como muitas das áreas costeiras do mundo, está sob séria ameaça de vários problemas climáticos”, declarou Alejandro Agag, fundador da Extreme-E.

“Esperamos que o Extreme E inspire os amantes do esporte, juntamente com as comunidades e os governos locais e além disso,  aumentar a ambição pela mudança climática, promovendo um esforço conjunto para limitar o aquecimento global a 1,5 graus Celsius”.

“É uma corrida que podemos vencer, e devemos vencer, para evitar um agravamento significativo do risco de temperaturas extremas, derretimento de geleiras, aumento do nível do mar, secas, inundações e muito mais, para centenas de milhões de pessoas, incluindo as que moram aqui no Senegal”.

A Extreme E é um novo e radical campeonato de corridas em que os E-SUVs se enfrentarão em algumas das localidades mais remotas do mundo. O objetivo é destacar o impacto que a mudança climática e a interferência humana já estão causando nesses ecossistemas, promovendo a adoção de veículos elétricos para ajudar a preservar o meio ambiente, aumentar a sustentabilidade e proteger o planeta.

O Senegal é o quinto e último local confirmado para a primeira temporada, em conjunto com Kangerlussuaq na Groenlândia, floresta amazônica no Brasil, Arábia Saudita e Himalaia no Nepal, conformando as cinco arenas listadas no calendário inaugural.

A Extreme-E contou com a ajuda da To.Org para escolher o local perfeito para a etapa em Senegal. Sua presença em Dakar se concentra em reunir parceiros para resolver os problemas sociais e ambientais mais críticos da região (elevação do nível do mar, degradação do ecossistema marinho e desertificação), agravados pela sobrepesca, gestão inadequada de resíduos e mudança climática.

No Senegal, bancos de areia, leitos de sal, cascalhos, pedras e ondulações fornecerão aos pilotos, as equipes e ao inovador ODYSSEY 21 E-SUV da série, um verdadeiro desafio, pois eles navegarão pelas trilhas estreitas de areia fora da estrada, ao redor e entre o incrível Lac Rose e o Oceano Atlântico.

As rotas serão projetadas para incorporar obstáculos e recursos existentes com mudanças e saltos de altitude, minimizando o impacto ambiental. A série terá ação nas trilhas existentes ao redor do lago, que leva o nome e é famosa por sua impressionante cor rosa, um fenômeno causado pelas algas que crescem em suas águas altamente salinas.

Mais notícias sobre equipes, parceiros e pilotos serão reveladas nas próximas semanas, e a campanha inaugural começará em fevereiro de 2021. O calendário completo da primeira temporada será anunciado no dia 17 de dezembro.

LEIA MAIS:
Fórmula E lança trailer de documentário sobre a poluição na Índia
Massa: “Comparar F1 e Fórmula E é como comparar futebol e futebol de areia”