Acabou a festa? Federação Chinesa promove mudanças e futebol local perde salários “astronômicos”

Federação Chinesa de Futebol anunciou mudanças em suas regras para 2020 e alterações poderão impactar no futebol brasileiro

Flavio Souza
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Alexandre Vidal & Marcelo Cortes / Flamengo

A partir de 1º de janeiro de 2020, a CFA (Federação de Futebol da China) implementará mudanças no Campeonato Chinês e os clubes brasileiros podem ser impactados com duas alterações principais:

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

  • Alteração do limite de jogadores estrangeiros por time
  • Teto salarial de cada clube

Veja mais detalhes sobre as mudanças abaixo.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Aumento do limite de estrangeiros

Os clubes poderão ter até seis estrangeiros em seu elenco. Destes, cinco poderão ser relacionados para a partidas, mas apenas quatro deles poderão estar em campo ao mesmo tempo. Nesta temporada o limite era de três estrangeiros em campo.

O lado curioso é que esta postura vai contra o que a Federação Chinesa trabalhava nos anos anteriores, diminuindo o número de estrangeiros para trabalhar no desenvolvimento dos jogadores chineses.

Teto salarial nos clubes de futebol

Os clubes terão um limite de salário anual por atleta. Um jogador estrangeiro poderá ter um salário máximo de 3 milhões de euros (aproximadamente R$ 13,50 milhões por ano), sem contar bônus e impostos.

Outra limitação será em relação aos gastos dos clubes por temporada. Eles poderão gastar no máximo 1,1 bilhão de yuans por ano (aproximadamente R$ 640 milhões). E a folha salarial dos clubes de futebol não poderá ser superior a 60% do orçamento geral dos times.

Impacto nos clubes brasileiros

A redução salarial pode fazer com que os clubes chineses tenham dificuldades para atrair grandes estrelas do futebol mundial. Mas o salário pode ser muito atrativo para jogadores sul-americanos. Com isso podemos ver jogadores que atuam no Brasil sendo seduzidos pelo lado financeiro e tentando a sorte no futebol chinês. como já aconteceu no passado.

O primeiro deles pode ser Bruno Henrique. O jogador do Flamengo foi especulado no futebol chinês recentemente e caso não receba propostas do futebol europeu pode ser que o atacante aceite mudar de ares em 2020.

LEIA MAIS

Juntos, Flamengo e Corinthians têm oito jogadores na seleção do Brasileirão da década; Neymar também é eleito

Conmebol permite que jogadores atuem por mais de um clube na Libertadores 2020