Frank Lampard cita “vontade” como fator principal na vitória sobre o Arsenal

O treinador inglês ainda disse que o Chelsea quer mais do que a 4ª posição na Premier League

Lucas Bichão
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução / Twitter oficial do Chelsea (@ChelseaFC)

 

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

O Chelsea venceu o Arsenal em partida válida pela 20º rodada da Premier League e Frank Lampard comentou sobre como a força de vontade foi crucial para o resultado. O placar construído no Emirates Stadium veio de uma virada concedida pelos Gunners aos 87’. Tammy Abraham foi o autor do tento que deu números finais a partida, 2 a 1.  

Futebol de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!

“Não foi uma questão de tática, mas de espírito e vontade”

Na entrevista pós-jogo, Lampard não escondeu o fato de que o time esteve pior na meia hora inicial. A equipe só veio a melhorar e dominar a partida após a entrada de Jorginho no lugar de Emerson Palmieri, aos 34’. 

Ainda assim o treinador deu ênfase a aspiração do time para a vitória. Para explicar isso ele citou o fato de que ele estava angustiado com a derrota no meio da semana para o Southampton

“Ainda não me recompus do jogo do Boxing Day. Nos nossos próximos jogos em casa faremos tudo o que pudermos para vencer.”

Esse ânimo em busca do sucesso foi realçado quando Lampard disse que a posição atual do clube no Campeonato Inglês não é suficiente. Atualmente o Chelsea ocupa a 4ª posição com 35 pontos, 4 a mais que o 5º colocado. Porém, o objetivo da equipe e alçar voos maiores.

“Ainda estamos em quarto e queremos mais.”

Para continuar seguindo o objetivo traçado por Frank Lampard, o Chelsea terá superar o próximo desafio contra o Brighton. A partida será realizada no dia 1 de janeiro, às 9h30 da manhã do horário de Brasília. 

 

*Aspas e tradução retirada do site A Bola 

 

Leia mais: Frank Lampard evita pergunta sobre o motivo da saída de David Luiz do Chelsea

Leia mais: Após derrota para o Chelsea, David Luiz elogia Arteta: “Ele será um dos melhores treinadores do mundo”