Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Gustavo Nery: de campeão brasileiro à dono de Centro Automotivo

Ex-lateral de Santos, São Paulo, Corinthians e Internacional, Gustavo Nery chegou à seleção brasileira, e foi titular  na conquista da Copa América de 2004; ex-jogador é dono de um Centro Automotivo

Cleverton Silva
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução / YouTube / Os Donos da Bola (Rede Bandeirantes)

Gustavo Nery de Sá da Silva, ou simplesmente Gustavo Nery, surgiu das categorias de base do Santos, subindo ao elenco profissional no ano de 1995. O agora ex-jogador colecionou passagens por Ceará, Coritiba e Guarani, antes de chegar no ponto mais alto da sua carreira.

Faça como Cafu, Ademir da Guia, Amaral e outras estrelas! Adquira seu ingresso e ajude a driblar o câncer

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Passagem pelo São Paulo

A grande época do então lateral-esquerdo foi entre os anos de 2000 e 2004, quando defendeu o São Paulo. Pelo Tricolor Paulista, Gustavo Nery demonstrou seu bom poder ofensivo. Porém, no ano de 2001, o treinador Nelsinho Baptista, que comandava o elenco são-paulino chamou Nery de “laranja podre” e o afastou da equipe por “deficiência técnica”.

Gustavo Nery, entretanto, deu a volta por cima e conquistou dois títulos com a camisa do São Paulo: o Rio-São Paulo de 2001 e o Supercampeonato Paulista de 2002. Suas boas atuações defendendo o Triocolor do Morumbi o credenciaram à seleção brasileira.

Passagem pelo Werder Bremen e volta ao Brasil

As boas atuações com o São Paulo e as convocações para a seleção brasileira levaram Gustavo Nery ao Werder Bremen, da Alemanha, para a temporada 2004/05. Naquela altura, o Werder Bremen havia sido campeão da Bundesliga em 2003/04. Entretanto, as constantes lesões fizeram com que Gustavo Nery jogasse pelo clube alemão em apenas 3 oportunidades.

Com isso, chegou ao Corinthians em 2005 para solucionar a lateral-esquerda daquela famosa equipe estrelada da MSI. Aquele Timão contava ainda com Nilmar, Tévez, Fabio Costa, Roger Mascherano, Rosinei, entre outros. Gustavo Nery e seus companheiros conquistaram naquele ano o Campeonato Brasileiro. De quebra, Nery foi eleito o melhor da sua posição no Brasileirão. O jogador ficou no Parque São Jorge até 2007. Vale lembrar que em 2006, foi acusado de ser chinelinho, por parte da torcida e da imprensa.

Declínio na carreira

As acusações de corpo mole, conciliadas com a falta de condições físicas fizeram com que Gustavo Nery perdesse a vaga na Copa do Mundo de 2006. Quem foi convocado para a reserva de Roberto Carlos foi Gilberto, então no Herta Berlim.

Daí em diante, deixou o Corinthians em 2007 para acertar com o Zaragoza e acabou voltando ao Brasil em 2008 para jogar pelo Fluminense. Jogou ainda por Internacional, ainda em 2008, onde conquistou a Copa Sul-Americana. Passou pelo Santo André entre 2009 e 2010, e após 2 anos sem clube, atuou pelo São Bernardo, onde encerrou a carreira.

Por onde anda Gustavo Nery?

Gustavo Nery foi certamente um lateral marcante, principalmente para são-paulinos e corintianos. Em entrevista no ano de 2015, para o programa Esporte Fantástico, da Record TV, o ex-jogador mostrou sua oficina especializada em blindagem, funilaria e mecânica, a RJG Car Service, em São Bernardo do Campo – SP.

LEIA MAIS

Ex-lateral de Inter e Corinthians agora ganha a vida com blindagem de automóveis

Zenon, o meia clássico de chutes tão venenosos que enganavam até locutores de rádio

Pavão: Ex-lateral do São Paulo foi de Bola de Prata a vendedor de automóveis