Empresa de intercâmbio e NAIA levarão atletas brasileiros a universidades norte-americanas

Sendo a primeira do segmento, 2SV foi a escolhida pela NAIA (National Association Of Intercollegiate Athletics), e levará jogadores aos EUA

Danilo Lacalle
Jornalista de formação, e atleta por opção. Especialista em esportes americanos e apaixonado por esportes radicais.

Crédito: Reprodução/Divulgação

Pela primeira vez, a National Association Of Intercollegiate Athletics elegeu uma empresa brasileira como a sua recrutadora oficial. Agora, a associação conta com três parceiros no programa: Reino Unido, China e Brasil. O último, com a 2SV Sports & Education.

Já conhece nosso Instagram? Então segue a gente lá!

Conheça o  Big Play, o programa de esportes americanos da TV Torcedores!

Nos últimos dois anos, o número de brasileiros que buscaram bolsas e alternativas esportivas nos Estados Unidos cresceu. Atingiu 9,8% no último ano, chegando a 16.059 nos anos letivos de 2018 e 2019, de acordo com o relatório Open Doors divulgado pelo Instituto de Educação Internacional. Neste bolo, houve um crescimento significativo de atletas brasileiros dispostos a ir para os EUA com a intenção de não ter que escolher entre uma carreira esportiva ou uma faculdade – mas sim as duas opções. O principal objetivo desses jovens é usar suas habilidades atléticas no esporte para construir um futuro com mais possibilidades.

Experiência no mercado

A 2SV Sports & Education está há 15 anos no mercado. E, por ser especializada em bolsas de estudo, busca levar mais atletas brasileiros a conseguirem seus objetivos fora do país.

“Temos muito orgulho de anunciar a parceria com a NAIA e reforçar que ela é fruto de 15 anos de trabalho transformando a vida de diversos jovens, que sonham em trilhar o caminho do estudo e do esporte em alto rendimento. Essa parceria vai ajudar ainda mais os pais a terem acesso a detalhes importantes antes de mandar seus filhos estudarem fora do Brasil’, disse o CEO da 2SV, Ricardo Silveira.

Todo ano, mais de 70.000 estudantes-atletas, registados na NAIA, têm a oportunidade de praticar esportes universitários, com o suporte de mais de 600 milhões de dólares em bolsas de estudo, e competir por uma vaga em um dos inúmeros torneios.

“A 2SV tem uma excelente reputação em ajudar estudantes-atletas internacionais a navegarem com sucesso no processo de recrutamento de faculdades”, disse o presidente e CEO da NAIA, Jim Carr. “Estamos empolgados em ter um parceiro no Brasil que ofereça essa orientação personalizada, garantindo uma experiência positiva para estudantes-atletas”, concluiu.

Outra preocupação da associação é com a igualdade de gêneros. A NAIA garante que a distribuição é igualitária nas oportunidades esportivas. Assim, nenhum estudante-atleta, treinador ou coordenador é discriminado dentro dos programas esportivos oferecidos.

Frutos da NAIA

Lateral-direito no Fluminense, Igor Julião, tem passagens pela Seleção Brasileira de base e Europa. Mas, em seu caminho, conta com uma experiência de atleta nos Estados Unidos. Contou, ainda, com a 2SV para um intercâmbio cultural e esportivo, nos Estados Unidos. Além dele, seu irmão, Hugo, de 22 anos, é atleta da Louisiana State University Shreveport. Uma das principais faculdades da NAIA, com intermédio da 2SV.

 

LEIA MAIS

XFL: Uniformes da “nova” liga foram revelados; confira

Medalhista olímpica, Fernanda Venturini analisa seleção de vôlei e fala de sua motivação