Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Jean ficará preso nos EUA ou voltará para o Brasil? Especialista explica

Goleiro agrediu a esposa na Flórida e pode utilizar de legislação diferente para voltar ao Brasil

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016, radialista na Paiquerê 91,7.

Crédito: Divulgação / Rubens Chiri / saopaulofc.net

O goleiro Jean, preso por agredir a própria esposa, Milena Bemfica, na Flórida, segue detido em Orlando, que tem legislação diferente do que é cumprida no Brasil.

Futebol de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Algumas das perguntas mais feitas após a acusação de Milena, que segundo o boletim de ocorrência foi atingida por oito socos de Jean no rosto, é se o atleta ficará preso nos Estados Unidos ou se pode voltar ao Brasil para responder sobre a agressão.

“Se não houver processo lá, ele pode responder aqui, segundo as leis brasileiras, desde que ele ingresse em território brasileiro”, explicou inicialmente o advogado criminalista João Paulo Martinelli.

Jean foi pré-sentenciado na Flórida por violência doméstica, mas depende de um processo para saber se fica no país em que foi preso ou se retorna ao Brasil.

“Houve uma avaliação prévia de que há indícios de crime. A vítima tem três dias para representar o agressor para haver processo”, explicou Martinelli, que seguiu para explicar a diferença da legislação brasileira.

“Aqui no Brasil é diferente. A lei Maria da Penha não exige representação da vítima em casos de violência doméstica contra mulheres.”

O São Paulo estuda rescindir o contrato de Jean, que atualmente é reserva de Tiago Volpi.

Leia mais:
Jean, do São Paulo, é preso nos Estados Unidos após agredir esposa

Esposa do goleiro Jean, do São Paulo, relata agressão e ameaças do jogador