Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Kei Nishikori é outro a desistir do Australian Open

Kei Nishikori alegou uma contusão no cotovelo para desistir do primeiro Grand Slam do ano

Carlos Lemes Jr
Colaborador do Torcedores.com.Jornalista formado, desde 2012, e no Torcedores, desde 2015. Matérias exclusivas pelo site publicadas nos portais IG, MSN e UOL.

Crédito: Divulgação/Facebook Oficial

Depois de Andy Murray anunciar a sua não participação no Australian Open, por conta de uma pubalgia, foi a vez de Kei Nishikori desistir do primeiro Grand Slam do ano. O japonês de 30 anos, recém completados, alegou uma contusão no cotovelo.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

“Infelizmente eu tenho que desistir da ATP Cup (competição entre países) e do Australian Open”, disse Nishikori, por meio de um comunicado em suas redes sociais. “Eu e minha equipe tomamos essa decisão, pois ainda não estou 100% pronto para competir no mais alto nível”, explicou, por meio de um comunicado, em suas redes sociais.

Kei Nishikori terminou 2019 na 13ª posição do ranking da ATP. Em se tratando de Australian Open, Nishikori, já alcançou quatro vezes as quartas de final do Australian Open, a última em 2019. Até por isso, sofrerá um desconto de 360 pontos no ranking mundial. É possível que seu retorno às quadras seja apenas no ATP 250 de Nova York, que acontece a partir do dia 10 de fevereiro. O lugar do japonês na chave principal em Melbourne será do australiano James Duckworth, enquanto o polonês Kamil Majchrzak passa a ser o próximo na lista de espera.

“O Australian Open sempre foi o meu Grand Slam “de casa” e sentirei falta dos fãs de Melbourne.”, completou o tenista que, tem como ranking mais alto na ATP, o quarto lugar atingido em março de 2015.

LEIA MAIS

Australian Open 2020: premiações em dinheiro chegarão a R$200 milhões