Magic Johnson quer créditos por boa fase do Lakers: “Não estaria onde está se não fosse eu”

Presidente de operações do Lakers entre 2017 e 2019, Magic Johnson afirma que “pessoas reconhecem o bom trabalho feito por ele”

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores.com e contador de histórias do esporte.

Crédito: Twitter/Reprodução

O Los Angeles Lakers vive grande temporada na National Basketball League (NBA) 2019/2020. Melhor equipe da Conferência Oeste e segunda melhor de toda a liga no momento, a equipe californiana se reorganizou após temporadas ruins. Um antigo ídolo e dirigente, porém, quer os louros da boa fase. Trata-se de Earvin Johnson Jr., mais conhecido como Magic Johnson.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Presidente de operações do Lakers entre fevereiro de 2017 e abril de 2019, Magic Johnson tomou uma linha bem clara de trabalho. Buscou contratar estrelas em detrimento de jovens atletas. Foi assim, por exemplo, que LeBron James e Anthony Davis chegaram ao Lakers. O primeiro chegou enquanto Magic Johnson ainda atuava na franquia. Já o ex-atleta do New Orleans Pelicans foi tentado, mas só foi chegar na última pré-temporada. Por outro lado, D’Angelo Russel, Lonzo Ball e Timofey Mozgov saíram da equipe.

“Essa equipe não estaria onde está se eu não tivesse passado por lá. Foi minha estratégia que deu certo. Sabia que estávamos no caminho correto. Todos queriam fazer da própria maneira, mas eu sei que sou bom. Creio que as pessoas respeitam o que fiz pela equipe”, declarou Magic Johnson ao jornal Los Angeles Times.

Na primeira temporada parcial de Magic Johnson como presidente de operações, o Lakers foi vice-lanterna do Oeste. Na única inteira, décima primeira colocação. Já na temporada 2018/2019 da NBA, que o ex-atleta começou e não encerrou, a franquia de Los Angeles ficou na décima colocação.

LEIA MAIS
Ao voltar de treinamento, jogadores da NBA ficam presos em elevador; veja vídeos
Rei das enterradas, Vince Carter chega a 25 mil pontos na história da NBA
Jogadores da NBA comemoram vitória do Browns na NFL; veja tweets