Massa: “Comparar F1 e Fórmula E é como comparar futebol e futebol de areia”

Em entrevista ao The Mirror, o piloto brasileiro Felipe Massa afirmou que apesar de ser o mesmo esporte, Fórmula E e F1 não devem se comparados

Rodrigo Nascimento
Colaborador do Torcedores.com, amante dos esportes americanos e do automobilismo.

Crédito: Foto: Fórmula E

A Fórmula E está atualmente em sua sexta temporada, e mesmo com seu espaço consolidado entre as grandes competições do automobilismo mundial, ainda é quase inevitável a sua comparação com a Fórmula 1.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Em entrevista recente ao The Mirror, o piloto brasileiro Felipe Massa foi abordado sobre este fato, e respondeu dizendo que apesar de se tratar do mesmo esporte, possuem características bem distintas, dando como exemplo a comparação entre o futebol de campo e o futebol de areia.

“Eu sempre digo que comparar a Fórmula E com outros campeonatos como a F1, é como comparar futebol e futebol de praia. É o mesmo esporte, mas a maneira de jogar é diferente. Seu jeito de correr, como a bola pula, a estratégia… tudo é diferente”, declarou Massa, que após 16 anos na F1, aceitou o convite da Venturi para correr na categoria de carros elétricos.

Em seu segundo ano na categoria, Massa se mostra empolgado para a atual temporada, apesar de não ter conseguido os resultados que esperava na rodada dupla de Ad Diriyah. Neste campeonato, a Venturi se tornou uma equipe cliente da Mercedes, que conquistou dois pódios nas duas primeiras etapas.

Massa acredita que a Formula E continuará evoluindo e com isso, despertará cada vez mais o interesse de outros pilotos, principalmente aqueles que não conseguirem um espaço na F1.

“A Fórmula E faz exatamente o que precisa ser feito, para crescer. Quando um campeonato cresce e fica cada vez maior, todos os grandes nomes ficam interessados. Estou 100% certo de que qualquer piloto que não tenha a chance na F1 tentará chegar a Fórmula E.”

Um ponto a favor do argumento utilizado por Massa, é a chegada do recém campeão da F2 à Fórmula E, o holandês Nyck de Vries, que é um dos pilotos da Mercedes-Benz EQ. Inclusive, De Vries é companheiro de equipe de outro ex-F1, Stoffel Vandoorne, que disputou as temporadas 2016 e 2017 na McLaren ao lado de Fernando Alonso.

LEIA MAIS:
Fórmula E lança trailer de documentário sobre a poluição na Índia
Fórmula E: Revelado detalhes sobre o Gen3, carro da próxima geração