Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Com longa passagem pelo Arsenal, Oxlade-Chamberlain superou grave lesão para encontrar seu melhor futebol no Liverpool

Revelado pelo Southampton, Oxlade-Chamberlain atuou por seis anos no Arsenal antes de se tornar campeão da Europa com o Liverpool

Luis Felipe Pereira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/ Oxlade-Chamberlain twitter oficial

As semifinais do Mundial de Clubes 2019 acontecem nesta semana e a expectativa por um confronto envolvendo Liverpool e Flamengo na grande decisão do torneio aumenta cada vez mais, sobretudo por parte dos brasileiros. Os Reds encaram o Monterrey (MEX) e além dos conhecidos nomes como Alisson, Van Dijk, Salah, Mané e Firmino, contam com uma importante arma em seu meio-campo: Alex Oxlade-Chamberlain.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Nascido em Portsmouth em 1993, Chamberlain iniciou sua trajetória no futebol na base do Southampton aos sete anos de idade. Aos 16 fez sua estreia na equipe principal atuando em apenas duas partidas em seu primeiro ano como profissional. Na temporada seguinte, teve um desempenho de destaque jogando pelos Saints, com dez gols e nove assistências.

Passagem pelo Arsenal

As atuações do meio-campista chamaram a atenção do Arsenal, que o contratou por 12 milhões de libras em agosto de 2011. O atleta inglês fez sua estreia na fatídica derrota por 8 a 2 para o Manchester United e foi ganhou a confiança de Wenger ao longo da temporada, conquistando a posição de titular de forma gradativa.

A rápida evolução do meio-campista lhe rendeu as primeiras convocações para a seleção inglesa, porém o jovem teve sua ascensão prejudicada por um inimigo com o qual teria que conviver pelos anos seguintes: as lesões. Após oscilações nas temporadas que se seguiram, Oxlade-Chamberlain voltou a se destacar na edição 2016/17 da Premier League, que o colocou no radar do Liverpool.

Primeira temporada em Liverpool e a grave lesão contra a Roma

Contratado em 2017 a pedido de Klopp, Chamberlain chegou Liverpool cercado de expectativas e desconfiança pelo alto valor pago em sua transferência junto aos Gunners (38 milhões de euros). Com boas atuações, como as decisivas diante do Manchester City no Campeonato Inglês e na Champions League, o meia vinha provando que a aposta do técnico alemão havia sido um acerto.

Um trágico lance na semifinal da Liga dos Campeões porém encerrou da pior forma possível a temporada do jogador inglês. Oxlade-Chamberlain teve sua boa fase nos Reds interrompida por uma ruptura no ligamento cruzado do joelho, contusão que o fez perder a temporada 2018/19 praticamente inteira, incluindo a Copa do Mundo de 2018.

Superação e grande momento na carreira

Após se recuperar da grave lesão, o meio-campista retornou a tempo de participar da grande final da Champions League 2018/19, sagrando-se campeão europeu com os Reds. Retomando poucos o ritmo competitivo na metade deste ano, Chamberlain se apresentou como uma importante opção (muitas vezes como titular) para Klopp. Em fase artilheira, anotou cinco gols (três deles na Champions League) em 19 jogos nesta temporada e às vésperas do Mundial de Clubes vive um dos melhores momentos de sua carreira, atingindo um nível além do alcançado no Arsenal.

Alex Oxlade-Chamberlain pode não ter o mesmo reconhecimento de Salah, Mané e Firmino, porém sua qualidade, raça e poder de decisão não podem ser subestimados. O inglês é mais um nome que o Flamengo deve acompanhar de perto em uma eventual decisão contra o Liverpool no Mundial.

LEIA MAIS:

Capitão do Liverpool, Henderson superou a desconfiança e as comparações com Gerrard para construir sua própria história no clube