Pratto admite erro decisivo na final da Libertadores

River Plate terminou derrotado pelo Flamengo por 2 a 1, nos últimos minutos da decisão disputada no Peru, após atacante cometer falha e bola sobrar para contragolpe rubro-negro

Tiago Lemos
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução / Instagram / Lucas Pratto

O atacante Lucas Pratto admitiu o erro na origem da jogada que resultou no primeiro gol do Flamengo na final da Libertadores. O jogo terminou com virada e título rubro-negros e derrota do River Plate por 2 a 1, em Lima, no Peru.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

No lance, já aos 42 minutos do segundo tempo, Pratto, com a bola na frente da área flamenguista, errou um passe, interceptado por Diego. No rebote, o atacante tentou avançar, mas foi desarmado por Arrascaeta. Veio o contra-ataque, Bruno Henrique fez linda jogada e acionou o próprio Arrascaeta. De carrinho, o uruguaio tocou para Gabigol empatar o jogo.

Pratto assume as responsabilidades

O centroavante, ex-Atlético-MG e São Paulo, deu sua primeira entrevista após a perda do título no sábado (30). “Eu erro como todos erram. O time estava cansado, eu perdi uma bola que não tinha que perder, e assumo as responsabilidades que me cabem. Assim como fiz quando me coube coisas boas. Não era melhor que todos antes, e agora não sou pior”, disse o atacante argentino.

No ano passado, Pratto foi decisivo para o River Plate conquistar a Libertadores diante do principal arquirrival, o Boca Juniors. No último jogo da final, realizado na Espanha, foi do atacante o primeiro gol de Los Millonarios na virada por 3 a 1.

Torcedor do River ganha pedido de desculpas

Sobre a final deste ano, resta seguir em frente. “Peço desculpas aos torcedores por não ganhar uma final. Quero agradecer o carinho das pessoas e dos meus companheiros. Somos uma família, e eu erro como qualquer um. Por sorte, neste elenco somos uma família, e todos me apoiaram sempre”, disse Lucas Pratto.

Leia mais:

Tottenham: ex-diretor diz que Mourinho “jogará atletas embaixo de um ônibus”

Espanha volta a ser comandada pelo técnico Luis Enrique

Romarinho, ex-Corinthians, renova com Al-Ittihad até 2022

Sunderland ainda luta para sair da terceira divisão inglesa após série da Netflix

Caniggia é acusado de abuso sexual pela própria mulher