São Paulo bate Pato Basquete e volta a vencer em casa no NBB

Em uma boa partida de ambas as equipes, o São Paulo conseguiu prevalecer no final da partida contra o Pato Basquete, pelo NBB

Matheus Ornellas
Colaborador do Torcedores.com que cobre os esportes americanos.

Crédito: Matheus Ornellas/Torcedores.com

No último domingo (29), a equipe do São Paulo recebeu o Pato Basquete, em confronto pela última rodada do primeiro turno do Novo Basquete Brasil (NBB) 2019. Em uma partida forte defensivamente por ambos os times e com direito a algumas viradas no terceiro quarto, o tricolor saiu com mais uma vitória no NBB. Além da vitória, a equipe garantiu a terceira colocação para a disputa do Super 8. Já o Pato Basquete, que vinha de duas vitórias, segue na lanterna da competição.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

São Paulo x Pato Basquete

Primeiro Quarto – SAO 22 X 7 PAT

Com um dos ataques mais potentes do NBB, os donos da casa partiram pra cima. Mesmo com uma boa defesa da equipe paranaense, o tricolor conseguia usar bem a bola de três pontos com Shamell e Georginho. Mesmo com a parada técnica de Andre Barbosa, treinador do Pato, o São Paulo seguiu controlando o confronto.

A defesa da equipe paulista tem sido um dos problemas no time durante a competição. Mas, na primeira parte do duelo, os jogadores pareciam melhor posicionados, além de ter desarmes fundamentais para segurar o time do Paraná a somente 7 pontos nos primeiros dez minutos do duelo.

Com o final do primeiro período, o São Paulo tinha uma vantagem de 15 pontos. Em um ataque que anotou pouco, Augusto apareceu como destaque para os paranaenses, com quatro.

Segundo Quarto – SAO 34 X 29 PAT

Os donos da casa já conseguiu anotar um ponto com o relógio parado, graças a falta técnica contra o time visitante. Mas diferente do começo do duelo, o ataque do Pato Basquete conseguiu se soltar mais, anotando 9 pontos nos primeiros minutos. Com isso, o técnico Claudio Mortari gastou seu primeiro pedido de tempo na partida.

Mesmo conseguindo anotar pontos, o tricolor não conseguia mais marcar com a mesma eficiência. O americano Phillips começou a se destacar, chegando a 15 pontos e tirando a vantagem para somente cinco. Shamell teve uma bela bola de três que tirou a torcida do lugar, mas o armador do Pato devolveu na mesma moeda no lance seguinte.

As duas equipes demonstraram o cansaço nos minutos finais, causando muitos erros de ambos os lados. Com uma boa parada defensiva no último lance, os visitantes conseguiram reduzir a vantagem inicial do São Paulo, deixando o placar em 34 a 29.

Terceiro Quarto – SAO 55 X 50 PAT

A volta do intervalo começou com as defesas melhores postadas. Phillips foi o único da equipe visitante a anotar pontos nos primeiros três minutos, anotando seis. Pelo lado tricolor, somente Shamell teve sucesso, convertendo uma cesta. Com quatro minutos rodados, Pato assumiu a liderança pela primeira vez. Mas com apoio da torcida, Renan conseguiu anotar dois pontos e deixar a partida em 38 a 37 para o São Paulo.

Os paranaenses retomaram a liderança e conseguiram abrir três pontos. Os rebotes começaram a pender demais para o time do Pato e, com isso, a equipe conseguia inclusive gastar mais o tempo. Em um contra ataque dos donos da casa, Phillips  parou Renan com falta, causando uma pequena confusão entre as equipes. Após uma conversa da arbitragem, com direito a revisão de vídeo do NBB, o Ala e Pivô do time da casa converteu os dois lances. Porém, ele e Coimbra, do time paranaense, foram penalizados com uma falta técnica cada um.

Os donos da casa retomaram a liderança em dois lances plásticos. Primeiro Kurtz conseguiu uma bela cravada. Na sequência, após erro de Thornton, Léo Meindl acertou uma bonita bola de três pontos, ficando dois pontos na frente. Andre Barbosa parou a partida mais uma vez, para acalmar seus jogadores. Mesmo conseguindo anotar, o Pato Basquete não conseguiu diminuir o ritmo do São Paulo, que anotou com mais duas bolas de três.

Com um final de período bem marcado pelos dois times, Shamell conseguiu anotar dois lances livres, terminando com uma vantagem de cinco pontos.

Quarto Período – São Paulo 87 x 63 Pato Basquete

Meindl começou anotando para o São Paulo. Com cinco pontos na sequência, ele chegou a 20 e se tornou o cestinha da equipe. O sistema de marcação do time paulista voltou a trabalhar com um pouco melhor, com destaque para Georginho. Mesmo sem muitos pontos na partida, o jogador teve um ótimo trabalho nos rebotes e na marcação.

Precisando tirar uma vantagem de oito pontos, o Pato Basquete começou a arriscar mais no ataque, porém sem muito sucesso. Em uma tentativa ruim de três pontos, o São Paulo contra atacou muito rápido e anotou com Shamell. Após mais um erro que custou dois pontos, a equipe do Paraná parou mais uma vez a partida, em uma última esperança de virada.

Mas nada parecia tirar a vitória do tricolor. A equipe conseguia trabalhar muito bem as duas fases do jogo. A defesa fazia uma ótima contenção, principalmente em cima de Phillips, que pouco fez no período. Já no ataque, Shamell fez a torcida ir ao delírio, com uma grande sequência de pontos, chegando a 24. Com isso ele ultrapassou Meindl e Phillips e ficou como cestinha da partida.

Danilo Penteado saiu do banco de reservas e teve motivos para comemorar. Em suas duas primeiras tentativas de três, o jovem Ala converteu as duas e caiu na graça dos torcedores. Ele ainda anotou mais dois pontos na partida. Com o placar controlado, o São Paulo gastou o tempo restante do cronômetro e ficou com mais uma vitória no NBB.

LEIA MAIS

Mogi tem ótimo segundo tempo e bate São José no NBB

Olivinha, do Flamengo afirma que time está pronto para o Super 8 do NBB

Flamengo bate Corinthians fora de casa e vence sétima seguida no NBB

Paulistano perde para Pato Basquete e complica ida ao Super 8 do NBB