Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Sobrevivente de tragédia da Chapecoense, Jackson Follmann vence reality musical da Globo

Sobrevivente de tragédia que matou 71 pessoas, Jackson Follmann conquistou o prêmio de 250 mil reais no programa Popstar, da TV Globo

Aécio de Paula
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução: TV Globo

Um dia após o outro. A palavra superação foi a mais lembrada na grande final do reality show global Popstar.  Jackson Follmann venceu o programa. Há exatamente três anos e um mês, ele estava no voo da LaMia 2933. Na ocasião, o voo levava 77 pessoas. Destas, 71 morreram. Follmann foi um dos 6 sobreviventes do desastre que marcou a história do futebol.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Mas neste domingo (29) o clima foi totalmente diferente. O jogador disputou a grande final da competição. O programa consiste em uma competição musical. A ideia é que profissionais de outras áreas como atores, dançarinos e jornalistas soltem a voz. Follmann representou a classe esportiva nesta edição.

Na grande final, Follman disputou o título com a comediante Helga Nemeczyk. O ex-jogador da Chapecoense escolheu cantar o hit Evidências, sucesso de Chitãozinho e Xororó. Aliás, o sertanejo foi o ritmo mais utilizado por Follmann durante a competição. “Esse prêmio é de todos. Foram dias intensos, mas que valeram muito a pena. Muito obrigado”, disse ele logo depois de conquistar o prêmio de 250 mil reais.

Campanha vitoriosa

Follmann não tinha muita familiaridade com os palcos e isso não era novidade para ninguém. Mas o ex-jogador fez questão de usar isso como um desafio para ser batido. De acordo com ele, isso é algo que ele trouxe do futebol para os palcos. “Meu intuito era mesmo me apresentar bem, achar uma performance bacana. Meu objetivo sempre foi me superar, já que eu sei que meu maior concorrente sou eu mesmo. Eu nunca tinha participado de nada assim, é tudo muito novo, desafiador, mas, graças a Deus, está dando tudo certo, estou superfeliz”, garantiu ele.

“Se eu me vitimizasse, não conseguiria ser eu mesmo. Quero mostrar meu canto, a pessoa humilde e sincera que sou”, afirma Follman.

“Me redescobrindo”

Em entrevista recente, o ex-jogador disse que ainda não superou o acidente. “Depois do acidente, fiquei mais sentimental, não consigo conter as lágrimas. As pessoas dizem que eu superei, mas não é verdade. Não tive tempo. Na realidade, nem tenho que dar um prazo para isso. Estou me redescobrindo e me reinventando, abraçando as oportunidades que a vida tem me oferecido. É um dia de cada vez”, explica.

LEIA MAIS

O que é o fenômeno que causou turbulência no voo do Palmeiras? Especialista explica