Tinga desabafa sobre Brasileirão-2005: “Com o VAR, eu estaria com o título”

Em campeonato marcado pelo escândalo da “Máfia do Apito”, Corinthians terminou campeão e Inter ficou com o vice, após perder a liderança para os paulistas

Patrick Monteiro
Repórter do Torcedores com passagens por: jornal O Fluminense (Niterói/RJ) e diário Lance. Comentarista e narrador na extinta Rádio Fluminense AM 540, onde apresentou os programas "Futebol Internacional" e "Jornada Esportiva". Ex-colunista do site Chelsea Brasil. Cobriu, in loco, a Copa do Mundo FIFA 2014, incluindo a grande final (Alemanha x Argentina), entre outros eventos, como Rio Open de tênis, Copa Brasil de Vela e Conmebol Libertadores.

Crédito: Reprodução/YouTube

Nas discussões, o Campeonato Brasileiro de 2005 ainda não acabou. Em entrevista ao FOXSports.com.br, o ex-volante Tinga, que defendeu o Internacional naquela ocasião, afirmou que, se existisse VAR naquela época, a taça iria para o Beira-Rio. O campeão acabou sendo o Corinthians e o vice ficou com o Colorado. 

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva! Siga o Torcedores também no Instagram

“Com o VAR, eu estaria com o título. Eu acho, porque até o VAR a gente está conseguindo estragar, um negócio que é bom. Mas eu acho que, com o VAR, eu teria mais um Brasileiro no currículo”, opinou. 

Em 2005, algumas partidas tiveram seus placares anulados e foram remarcadas pelo STJD por causa do escândalo da “Máfia do Apito”. O esquema de manipulação de jogos “contaminou” resultados do Brasileirão e teve como protagonista o árbitro Edílson Pereira de Carvalho. O Alvinegro se recuperou conquistando, em campo, pontos antes perdidos e tirou a liderança do Inter. 

Já no confronto entre as equipes em São Paulo, Márcio Rezende de Freitas ignorou um pênalti justamente em Tinga, cometido pelo goleiro Fábio Costa. O camisa 7 ainda foi expulso ao receber o segundo cartão amarelo por simulação no lance, aos 28 minutos da etapa final, quando o duelo estava 1 a 1. A igualdade permaneceu até o último apito e os gaúchos não conseguiram mais retomar a ponta da tabela. 

Leia também:

Neto chama Clayson de “pica couve” e ironiza atacante: “Acha que é Pelé”

SporTV só terá três jogos dos grandes de São Paulo no Paulistão 2020; Premiere “domina” transmissões

Ex-técnico da Ponte Preta defende Rodinei: “Ninguém fica quatro anos no Flamengo se não tiver qualidade”

Palmeiras é o clube que mais trocou de técnico no século 21; veja ranking