Tony Ferguson explica detalhes de assinatura para enfrentar Khabib

Luta será em abril, em Nova York. Será a quinta vez que ambos tentarão se enfrentar

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhidaFormado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo pareciod.

Crédito: Reprodução/Youtube Oficial do UFC

Foram quatro vezes as tentativas do UFC de casar uma luta entre Khabib Nurmagomedov e Tony Ferguson. Agora, a quinta é a que o Ultimate espera que seja a definitiva para que ambos possam finalmente lutar, em abril, em Nova York.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram 

Mas as negociações não foram tão simples. Ferguson, em entrevista à ESPN americana, afirmou que teve que procurar a cúpula do Ultimate em Las Vegas para que pudesse assinar o contrato e acabar com boatos.

“Não foi tão fácil, mas conseguimos acertar a luta, que é o que a gente quer. Não foi do jeito que eu pensei. Foi por isso que eu queria conversar com o UFC, já era hora da gente conversar e eu começar a ter uma relação mais pessoal com a organização. Foi algo bom. Não posso dizer que foi algo ruim, mas foi um processo demorado”, relatou ‘El Cucuy’.

Por conta de um desejo do russo, a luta terá que ser em abril. Mas Ferguson garantiu que poderia lutar até mesmo em fevereiro, afirmando não entender o fato de Khabib querer uma luta para tão ‘tarde’, em sua visão.

“Vocês vão ter que perguntar ao UFC sobre isso. O Khabib ainda está viajando, fazendo coisas, beijando crianças, autografando fotos e tudo mais. O que isso tem de importante? Estaria pronto para lutar em fevereiro. Se alguma coisa acabasse ferrando a luta, eu poderia lutar contra qualquer outro cara,  mas tudo deu certo. Iremos lutar em abril. Tempo suficiente para treinar, não se machucar, de ser mais inteligente, de confiar nos nossos times e dar a luta que os fãs querem”, disse.

LEIA MAIS

Weili Zhang poderá fazer sua primeira defesa de cinturão em março, diz site

(Crédito da foto: Reprodução/Youtube Oficial do UFC)