Fabrício Werdum faz acordo com USADA e pode voltar a lutar em abril

Brasileiro fez acordo para reduzir pena de suspensão por doping

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Reprodução/Facebook UFC Brasil

Fabrício Werdum deverá voltar a lutar pelo UFC ainda em 2020. A Agência Antidopagem dos Estados Unidos (USADA) publicou nesta semana que entrou em acordo com o brasileiro para reduzir a pena deste por ter sido pego em exame antidoping, o liberando para lutar em abril.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram 

Werdum havia sido pego em exame antidoping em abril de 2018 com a presença de trenbolona, um esteroide anabolizante proibido pela agência, em exame feito fora do período de competições. A suspensão original foi de dois anos, mas pelo acordo acabou tendo redução de dez meses.

“Fabrício Werdum recebeu uma redução de pena por assistência substancial. Pelas regras, um atleta suspenso pode ter sua pena reduzida se contribuir para a descoberta de outra violação ou em algo que resulte na descoberta desta violação poderá ter sua pena reduzida”, diz o comunicado da agência.

No caso, isto indicaria que o brasileiro teria ‘dedurado’ uma possível violação antidoping da qual teria notícia. No entanto, o brasileiro afirmou na época em que recebeu a suspensão que jamais apontaria uma violação da política antidoping do UFC para conseguir reduzir sua pena.

A suspensão de Werdum se encerrará no dia 1º de abril, o liberando para voltar a lutar pelo UFC.

LEIA MAIS

Vitória sobre Cowboy fará revanche McGregor x Khabib acontecer, diz Dana White

(Crédito da foto: Reprodução/Facebook UFC Brasil)