NFL Playoffs: Confira quais foram os principais nomes do Divisional Round

Grandes atuações marcaram a rodada de Divisional Round dos playoffs da NFL

Felipe Zamboni
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Twitter Oficial do Kansas City Chiefs

As finais de conferência dos playoffs da temporada 100 da NFL estão definidas. Após as vitórias de San Francisco 49ers, sobre o Minnesota Vikings, e Green Bay Packers sobre o Seattle Seahawks, os Niners irão receber os Packers no próximo domingo, dia 19, às 20h40 (horário de Brasília). Mais cedo, no mesmo dia, às 17h05 (horário de Brasília), o Tennessee Titans, que venceu os Ravens, vai até Kansas encarar os Chiefs, que bateram o Houston Texas

Confira aqui quais foram os grandes destaques desta rodada de semifinais de Conferência.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Siga o Torcedores também no Instagram

Tevin Coleman (RB) – San Francisco 49ers

Para quem esperava um forte jogo terrestre por parte de Minnesota, na prática, ocorreu o oposto. Foi a equipe de San Francisco que dominou as trincheiras.

Com 105 jardas e dois touchdowns, Coleman fez uma de suas melhores atuações na NFL. Gastou o relógio, cansou a defesa adversária e controlou a partida para que os Niners não tivessem dificuldades para acabar com o jogo. 

Atuação importante do running back.

Deshaun Watson (QB) – Houston Texas 

É necessário elogiar mesmo quando perde. A virada e derrota para os Chiefs não merecem ser colocadas na conta de Watson, muito pelo contrário. Se Houston teve oportunidades de vencer a partida em alguns momentos foi, especialmente, pelo QB dos Texas. Com 388 jardas lançadas, 37 jardas corridas e dois touchdowns, Watson fez o que pode e, mais uma vez, mostrou ser um grande quarterback.

Nick Bosa (DE) – San Francisco 49ers

O calouro é um verdadeiro fenômeno! Selecionado na segunda posição do Draft de 2019, a cada partida Bosa mostra que mereceu muito ser escolhido tão cedo. Com seis tackles (sendo dois para perda de jardas) e dois sacks, o defensive end foi o principal jogador da defesa dos Niners, que por sinal atuou de forma impecável na partida, anulando completamente Dalvin Cook e cedendo apenas dez pontos. O novato ser o melhor do seu setor no jogo todo com a pressão da pós-temporada demonstra que Bosa já é um grande nome defensivo da NFL.

Travis Kelce (TE) – Kansas City Chiefs 

Outra atuação decisiva de Kelce para os Chiefs. 134 jardas e três touchdowns para o camisa 87. A conexão com Mahomes, que no começo falhou, logo voltou a funcionar e foi daí que saíram os pontos necessários para a grande virada.

Com a ótima sintonia entre o quarterback e tight end, que ambos possuem há muito tempo, fica difícil de parar este ataque. O resultado foi os 51 pontos marcados. Um verdadeiro amasso na defesa texana.

Davante Adams (WR) – Green Bay Packers 

Principal recebedor da equipe, Davante Adams foi peça importante na conexão dos passes de Aaron Rodgers. Com 160 jardas e dois touchdowns, o wide receiver teve ótimo papel para a classificação de Green Bay para a final da NFC. Além dos dois TDs, Adams recebeu belo passe de 32 jardas no final da partida que foi crucial para a vitória dos Packers.

Derrick Henry (RB) – Tennessee Titans

Sempre ele! Derrick Henry é um monstro, um gigante, uma fera correndo com a bola. Após a partida memorável contra os Patriots com 182 terrestres pelo Wild Card, Henry foi até Baltimore enfrentar o melhor time da liga, o melhor ataque terrestre da NFL, mas nada disso impediu o running back dos Titans de estragar, novamente, a festa dos donos da casa.

Foram 30 carregadas para 195 jardas terrestres. Uma força absurda para passar pelas trincheiras. Mas quem disse que o camisa 22 só corre e recebe passes? Ele também lança! Em uma jogada espetacular e jamais esperada pela defesa de Baltimore, Henry lançou Corey Davis para anotar o terceiro touchdown da equipe na partida.

Derrick Henry vai se transformando no personagem desses Playoffs. Duvidar de Henry e Tennessee? Acho que não dá mais.

Patrick Mahomes (QB) – Kansas City Chiefs

O MVP da última temporada apareceu. Aquele quarterback que faz coisas mirabolantes, que consegue passar a bola caindo ou com a mão trocada e que desafia a todos com sua genialidade. Após estar perdendo perdendo por 24 a 0 no começo do segundo quarto para os Texas em pleno Arrowhead Stadium, Mahomes atuou como um verdadeiro líder. Cobrou seus companheiros de ataque na sideline e voltou a campo para decidir a partida. Com 321 jardas aéreas, 53 jardas terrestres e cinco touchdowns, o quarterback dos Chiefs colocou a bola debaixo do braço e destruiu o jogo. Foram oito campanhas seguidas anotando pontos, sendo as sete primeiras com TDs.

Atuação de um quarterback de elite. Mesmo em seu terceiro ano na Liga, Mahomes chega a sua segunda final de Conferência seguida. Vale destacar que a primeira temporada o quarterback foi reversa dos Chiefs.

Há quem pensasse que Patrick Mahomes seria o futuro da NFL. Estes estavam enganados. Mahomes é a joia do presente.

LEIA MAIS

NFL Playoffs: confira os resultados das semifinais de conferência

Enquete: Quem será o campeão da AFC?

Enquete: Quem será o campeão da NFC?