Presidente do Atlético-GO diz não compactuar com que Jean fez, porém olha o ‘lado humano’ do atleta

Acusado de agredir a mulher, Jean não foi bem recebido pela torcida do Dragão

Jeferson Macedo
Colaborador do Torcedores.com.

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net.

Jean foi anunciado pelo o Atlético-GO, em meio a protesto de parte dos torcedores, na segunda-feira (13). O goleiro esteve preso no último mês de dezembro nos Estados Unidos sob acusação de agredir a mulher. Com isso, o São Paulo suspendeu seu contrato e chega por empréstimo ao clube goiano.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Em entrevista ao site UOL Esporte, Adson Batista, presidente do Atlético-GO disse que não compactua com o que o geliro fez, porém olha o ‘lado humano’.

“Nós somos muito humanos. O Atlético-GO tem uma administração muito séria, muito profissional, é um clube auditado… E a gente olha muito o lado humano. Eu compactuo com o que o Jean fez? Jamais. Eu tenho filha, mãe, mulher, não vou fazer isso nunca. Agora, se ele andar fora da linha, ele está triturado, tiro ele daqui na hora. Ele não pode errar”, disse.

Futebol de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

O presidente ainda destacou as qualidade de Jean como jogador, e diz ter conversado com o atleta sobre e questão extra-campo.

“Eu trouxe um jogador novo, tecnicamente muito importante, é uma boa oportunidade para o clube, mas agora: essa questão fora de campo eu conversei com ele e com o representante dele. Se ele tiver qualquer deslize ou for condenado, ele está fora. Quem vai condenar é a Justiça, não sou eu. A posição do clube é olhar para o lado humano, recuperar o ser humano, fazer um cidadão melhor para o futuro”, disse.

Adson Batista disse que a intenção do clube é tornar ‘recuperar’ Jean, e ajudar o jogador em sua carreira.

“Nós recuperamos muitos jogadores, treinadores, e vamos lhe dar a oportunidade de recuperar a vida. Você já pensou? O cara tem talento. Ele vai jogar a carreira dele no lixo? Vai virar uma pessoa melhor, aprender com isso, cuidar da família dele e ter uma vida normal. Ele teve que dar dez passos atrás na carreira dele, e agora vai ter que aprender. Se não aprender, aí, realmente, ele é um ser que precisa ir para um hospício, porque aí é louco”, afirmou. “Ele vai ser abraçado, vai ter todo nosso respaldo, condição para trabalhar… Agora, vai ter que ser um profissional na acepção da palavra”, alertou Adson. Jean, de 24 anos, chega a Goiânia por empréstimo, até o fim do ano. O clube rubro-negro ainda terá direito a 20% em uma venda futura, e brinca que o São Paulo ainda agradecerá ao Atlético-GO por recuperar o jogador. “Empréstimo até o fim do ano e temos 20% na venda futura porque nós vamos recuperar ele para o São Paulo, o São Paulo ainda vai agradecer a gente no final do ano”, finalizou.

LEIA MAIS:

Entenda por que o São Paulo suspendeu e não encerrou contrato com Jean

Pizzi se irrita, mas pede desculpa e presenteia garoto que era gandula da partida

Apresentado no Ceará, Rogério destaca as contratações do clube: “Vieram muitos jogadores experientes”