Presidente do River Plante faz balanço de 2019 e diz que final contra o Flamengo não foi a que mais o frustou

Presidente do River Plate, Rodolfo D´Onofrio faz um balanço na temporada

Carlos Lemes Jr
Colaborador do Torcedores.com.Jornalista formado, desde 2012, e no Torcedores, desde 2015. Matérias exclusivas pelo site publicadas nos portais IG, MSN e UOL.

Crédito: Presidente do River Plate (ao centro) Rodolfo D´Onofrio (Divulgação/River Plate

E para o presidente do River Plate, a final da Copa Libertadores contra o Flamengo não foi a que mais doeu.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

“Uma que foi inesperada, pelo contexto, e a que mais me doeu foi contra o Lanús, na semifinal da Copa Libertadores de 2017”, revelou D´Onofrio ao Diário Olé.

Sobre a final da última Libertadores, contra o Flamengo, o presidente do River foi sincero e bem analítico.

“O Flamengo era uma grande equipe e o que se passou nos últimos momentos do jogo, pode acontecer.”, continuou.

Como não poderia deixar de ser, para o presidente, a vitória mais marcante foi contra o rival, Boca Juniors.

“(A vitória) que mais desfrutei foi contra o Boca em Madri (na final da Libertadores em 2018). Essa ficará para mim, meus filhos, meus netos e, imagino, para os filhos deles, também. É a vitória mais buscada e a menos imaginada.”, finalizou na mesma entrevista.

D´Onofrio preside o River Plate, desde 2013, tendo sido reeleito em 2017. Durante seus mandatos, conquistou o Campeonato Argentino de 2014, três Copas da Argentina, duas Copas Libertadores, uma Copa Sul-Americana e uma Recopa Sul-Americana.

LEIA MAIS

Mercado da bola: River Plate rejeita oferta do Internacional por destaque da Libertadores