Com indefinições no time titular, Grêmio pode ter cinco estreantes em clássicos Gre-Nais

Técnico Renato Portaluppi conta com mais opções para montar o Grêmio de olho no Gre-Nal de sábado

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Dos potenciais estreantes em clássicos Gre-Nais por parte do Grêmio, dois estão confirmados para o duelo de sábado, 16h30, no Beira-Rio, pela semifinal do primeiro turno do Gauchão. Titulares até o momento, o goleiro Vanderlei e o lateral-direito Victor Ferraz continuarão na equipe.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Outros três possíveis estreantes também estão cotados para iniciar, mas dependem da escolha do técnico Renato Portaluppi. O lateral-esquerdo Caio Henrique chegou e já foi apresentado nesta semana, e briga por posição com Bruno Cortez.

Assim como Caio, Matheus Henrique também estava na seleção brasileira olímpica e só voltou nos últimos dias ao clube. Caso Renato o preserve, certamente promoverá a estreia em clássicos de Lucas Silva, que vem sendo titular ao lado de Maicon. Também no meio, Thiago Neves pode ter o batismo em Gre-Nais se vencer a concorrência com Luciano.

O lateral-direito Orejuela também é opção para o jogo do final de semana, mas tem sido reserva de Victor Ferraz neste primeiro momento.

Deste modo, um provável time tem Vanderlei; Victor Ferraz, Paulo Miranda, David Braz, Cortez (Caio Henrique); Maicon, Matheus Henrique (Lucas Silva), Alisson, Luciano (Thiago Neves), Everton; Diego Souza.

Bolzan promete Grêmio “ferido e pressionado” pra partida

Por conta dos resultados iniciais no Gauchão (três vitórias e duas derrotas), o dirigente, em entrevista ao canal VideoQueki, do YouTube, avaliou que o Grêmio irá para o clássico “magoado, pressionado e ferido”.

“(O Grêmio vai para o GreNal) Ferido, muito magoado. Pressionado. Essa história de dizer que o Grêmio não está pressionado é bobagem. O Grêmio está pressionado, sim. O Grêmio perdeu uma oportunidade de ficar numa condição melhor de tabela a partir exatamente da derrota que teve para o Aimoré. Poderia ter sido o primeiro, poderia ter jogado em casa as partidas que viesse a disputar mais adiante, sem sair de Porto Alegre. Nada disso vai acontecer. Então nós criamos as dificuldades por nossos próprios erros e isso nos remete para uma pressão que estamos sofrendo, sim”, frisou.

LEIA MAIS:

Rodinei vibra com classificação e se “assusta” ao saber da sequência de jogos pela frente: “Fiquei até cansado agora”

Como um raio! Marcos Guilherme define alegria após golaço e classificação do Inter: “Extrema importância”