Maurício Capela analisa Daniel Alves no Paulista de 2020

Jogador com mais títulos na história do futebol, Daniel Alves começa a temporada com o pé direito e já se torna peça fundamental no esquema do técnico tricolor Fernando Diniz

Maurício Capela
Jornalista há 25 anos, Maurício Capela é comentarista esportivo há mais de uma década e hoje está na Super Rádio. Foi escolhido pela Associação do Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo (Aceesp) como um dos três melhores na função em televisão, em 2016, quando atuava pela RedeTV!. Com passagens pelas rádios 105 FM, Tri FM de Santos (SP), Tropical FM, entre outras, o profissional tem larga experiência também no jornalismo impresso e digital. Além de ter mantido blog sobre esportes no Estadão, militou em Veja, Valor, Gazeta Mercantil e outros.

Crédito: Créditos: Bruna Prado/Getty Images

Daniel Alves chegou ao São Paulo faz pouco tempo. Multicampeão, afinal, são 40 títulos já conquistados no clubes por onde passou, o atual camisa 10 virou uma espécie de panaceia para todos os males do Tricolor do Morumbi. Até porque o time não conquista um título importante desde a Copa Sul-Americana de 2012. E não vê a cor do Paulistão desde 2005. Ou seja, a fila já é longa para onde quer que se olhe.

Muito embora tenha estreado fazendo o único gol da vitória do São Paulo diante do Ceará no Campeonato Brasileiro de 2019, mais precisamente em agosto, o lateral/meia do futebol brasileiro era alvo de cobranças, que variavam entre desempenho, condição física e até de posicionamento dentro de campo. Um exagero, convenhamos.

Só que a “sorte” parece ter mudado para Dani Alves nesse início de 2020.  Com a ajuda do FootStats, essa coluna foi conferir o desempenho do camisa 10 do São Paulo no Paulistão. E logo de cara percebeu que Dani Alves parece ensaiar uma grande temporada.

Cruzamentos

Nessas cinco primeiras rodadas do Paulista, o jogador já é quem mais cruza na competição. Ponto fundamental para quem joga na lateral ou mesmo dita ritmo no meio de campo.

São 47 no total, com 18 bem executados até aqui, o que lhe dá uma média de mais de 38%, portanto, a primeira colocação no fundamento. Distante do segundo colocado, o meia Claudinho do Red Bull Bragantino, cujo índice de acerto médio é de 31%.

Finalizações

Nesse indicador, Daniel Alves também começa a temporada com o pé direito. É o segundo nesse quesito, com média de 3,4 finalizações por jogo e um índice de acerto superior aos 41%. O líder é o atacante Pablo, colega de São Paulo, com média 4, mas com índice de aproveitamento de 40%. Ou seja, inferior ao lateral/meia do Tricolor.

Passes

Fundamento importante para qualquer meia que se preze, o passe parece ter encontrado em Daniel Alves um parceiro ideal nesse início de 2020. O jogador é o líder nesse quesito. A cada jogo, ele faz a bola “andar” por mais de 87 vezes.

Posse de Bola

Por fim, a posse de bola coroa esse começo de temporada de Daniel Alves no São Paulo. Ele é o número um nesse fundamento no Campeonato Paulista, mantendo um indicador superior a 87%. O segundo colocado pertence ao companheiro de time, o zagueiro Arboleda, com 76%.