Nate Diaz quer processar jornal por ‘fake news’ sobre suposta agressão

Lutador do UFC foi apontado por jornal como envolvido em briga com policiais, mas voltou atrás

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhidaFormado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo pareciod.

Crédito: Divulgação/Facebook UFC Brasil

Nate Diaz ainda busca seu próximo rival no UFC, mas na última semana foi alvo de uma notícia de um jornal de Miami que o acusava de ter sido preso e se envolvido em uma briga com policiais na semana do Super Bowl.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram 

O jornal ‘Miami Herald’ noticiou na quarta-feira passada que um ‘lutador de MMA’, posteriormente identificado como sendo Diaz, fora preso após uma briga com policiais e depois hospitalizado. A tal prisão teria vindo de uma suposta acusação de violência doméstica.

Rapidamente, o jornal publicou uma nota pedindo desculpas por ter errado ao creditar Diaz como o acusado de agressão e de ter se envolvido na discussão. Na verdade, o acusado chama-se Michael Albert Nates, de 31 anos, que também é lutador de MMA.

“Esta história é 100% falsa, irresponsável e injusta. Nate estava em casa durante a semana do Super Bowl”, disse ao MMAFighting o representante de Nate Diaz, Zach Rosenfield, que sinalizou a chance de um proceso contra o jornal pela ‘fake news’.

“Foi algo irresponsável e completamente sem sentido. Iremos buscar a Justiça para resolver isso”, comentou.

O próprio Nate Diaz não fez qualquer pronunciamento pessoal sobre a tal notícia falsa e sobre se irá buscar a Justiça para resolver o caso.

LEIA MAIS

Michel “Trator” é punido por dois anos após falha em teste de drogas

(Crédito da foto: Divulgação/Facebook UFC Brasil