Presidente da AFA critica cargo de Macri na FIFA: “Não nos representa”

Claudio Tapia fez duras críticas ao ex-presidente argentino e disse que ele “não representa o futebol argentino”. Macri não respondeu

Aécio de Paula
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução: Instagram/ Maurício Macri

Os principais dirigentes do futebol argentino parecem não ter gostado nada do cargo conquistado por Maurício Macri na FIFA. Para quem não lembra, Macri é o ex-presidente da Argentina. Ele acabou de perder a eleição presidencial do país e se tornou um presidente de um mandato só. Mas nos primeiros dias de janeiro a sua nomeação para um alto cargo na FIFA surpreendeu os dirigentes.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Logo depois dessa nomeação, dirigentes da Associação de Futebol Argentino (AFA) e da SuperLiga (entidade que cuida do principal campeonato nacional) criticaram duramente a escolha de Gianni Infantino, o presidente da FIFA. E pelo visto este descontentamento não diminuiu com o passar dos dias. Nesta quinta-feira (13), o presidente da AFA, Claudio Tapia, disse que Macri “não representa o futebol argentino”.

Tapia disse isso enquanto dava entrevista para a versão espanhola da emissora CNN. De acordo com ele, a sua principal crítica é que a FIFA não teria consultado a federação nacional antes de nomear Macri. O ex-presidente foi nomeado ao cargo de presidente da Fundação FIFA.

“Macri não representa o futebol argentino. Gostaríamos de ter feito parte dessa escolha. Gostaríamos de, pelo menos, participar dessas conversas antes de nomear algum argentino para uma posição tão importante. Penso que realmente temos que ter cuidado ao tomar uma decisão desse tipo, e é o mesmo que tomar uma decisão de colocar um importante membro do futebol argentino em uma posição sem comunicá-lo a outros”, disse Tapia.

Relação complicada

A relação entre Tapia e Macri nunca foi muito estável. No período que antecedeu a Copa do Mundo da FIFA de 2018, Tapia convidou o então presidente para visitar os jogadores antes da viagem para a Rússia. Macri atendeu ao convite e foi cumprimentar os atletas. Em outra oportunidade, Tapia chegou a visitar a Casa Rosada (Centro do poder argentino). Por lá, tirou uma série de fotos com o agora ex-presidente.

Seja como for, Maurício Macri tem uma história no futebol. Antes de se tornar presidente da Argentina, ele foi presidente do Boca Juniors. Aliás, ele ficou por lá durante um longo período de tempo que durou de 1995 até 2007. Analistas políticos e esportivos acreditam que esse período à frente do clube argentino o credenciou para a eleição presidencial.

LEIA MAIS

Jornalista argentina cobre partida de futebol com bebê nos braços e viraliza na web