Rafael Jaques: “nós ainda estamos buscando a melhor formação”

Técnico azulino concedeu entrevista coletiva após a vitória sobre o Independente

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 27 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017).

Crédito: Samara Miranda/ascom Remo

O técnico do Remo, Rafael Jaques, reforçou que o time ainda está em formação, após a vitória por 2 a 1 sobre o Independente, no estádio Mangueirão. Para o jogo deste sábado (1), o time azulino entrou em campo com três mudanças na escalação. São elas, Mimica no lugar de Djalma, Charles como substituto de Laílson e Douglas Packer na vaga de Lukinha.

DAZN agora custa menos de R$1,00 por dia e o primeiro mês é grátis! Assine já!

Nós ainda estamos buscando a melhor formação, dando ritmo pra jogadores que estão chegando. Hoje foi o caso”, iniciou Rafael Jaques.

“Fizemos duas trocas do primeiro pro segundo jogo. Hoje fizemos mais trocas também, pra nós observamos esses jogadores dentro do jogo e darmos esse ritmo de jogo que o jogador precisa. É necessário”, argumentou.  

No decorrer da entrevista coletiva, Rafael Jaques avaliou que o primeiro tempo do Remo foi “muito bom”. No entanto, admitiu que o time correu riscos de sofrer o empate.

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Apesar disso, o time evoluiu, na opinião de Rafael Jaques. “Nós alcançamos um estágio melhor hoje, a maior parte do jogo”, afirmou.  

Esta é a terceira vitória do Remo no Parazão 2020. Com nove pontos na torneio estadual, o Leão encara o Paysandu tendo 100% de aproveitamento. O clássico está marcado para o próximo domingo (9), às 16h.

“A gente sabe que não é fácil iniciar uma competição. As equipes (do Parazão), apesar das pessoas falarem, têm qualidade também”, disse Rafael Jaques.

“Domingo que vem nós temos o clássico, contra o nosso principal rival. É uma situação que para o Estado, praticamente”, destacou.

“Mas vencer é sempre bom porque esses jogadores vão adquirindo ritmo de jogo, entrosamento e é isso que a gente espera”, finalizou Rafael Jaques.

Leia também:

Remo terá clássico, Copa do Brasil e Parazão em fevereiro; veja a agenda de jogos