Steelers não coloca prazo para retorno de Ryan Shazier

Linebacker do Pittsburgh Steelers está afastado desde 2017, quando sofreu uma grave lesão cervical

Antonio Carlos Junior
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução

Afastado dos gramados desde dezembro de 2017, Ryan Shazier segue em busca de uma plena recuperação de uma lesão cervical. O linebacker do Pittsburgh Steelers perdeu as últimas duas temporadas, mas o gerente da equipe, Kevin Colbert, garantiu que não coloca prazo para o retorno do atleta.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

“Quando você está lidando com Ryan Shazier, você não está lidando com prazos. Você lida com um jovem que está tentando recuperar sua carreira. Nós sempre iremos apoiar isso, não importa a data ou os termos. Existem regras que devemos seguir, mas não estipulamos prazo para sua recuperação”, declarou Colbert Triblive.com

Em janeiro de 2019 o dono da equipe, Art Rooney havia confirmado que o contrato de Shazier não seria finalizado, independente se ele pudesse ou não jogar. Ryan passou a temporada toda na lista de atletas contundidos, mas não chegou a ser cortado pelo Steelers. Para 2o20 a situação é um pouco mais complexa, visto que o jogador tem contrato até março.

“Tecnicamente, Ryan segue em nosso elenco. Então, seu contrato será discutido entre Ryan, Mike (Tomlin), Art Rooney e eu”, completou Colbert.

Relembre o caso

Em uma partida contra o Cincinatti Bengals, em 4 de dezembro de 2017, Shazier se lesionou seriamente após um tackle de cabeça. O atleta caiu no gramado sem conseguir mover as pernas e assustou companheiros e adversários.

Após ser levado para o hospital, Shazier passou por cirurgia para estabilizar parte de sua coluna que havia sido danificada. Desde então o jogador busca uma total recuperação para voltar à NFL. Embora houvesse a possibilidade de nunca mais voltar a andar, Ryan já se recuperou ao ponto de conseguir dançar em seu próprio casamento.

LEIA MAIS

Kyler Murray se espelha em Lamar Jackson e Patrick Mahomes para evoluir na NFL