Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Diego, Alex, Dagoberto: 7 jogadores que atuaram pela seleção Olímpica, mas não vingaram na seleção principal

O Torcedores.com listou sete jogadores que defenderam a Seleção Olímpica e tinham tudo para brilhar na principal, mas por diversos motivos acabaram não vingando

Eduardo Suguiyama
Eduardo Suguiyama é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado).

Crédito: Ricardo Stuckert/ CBF

O técnico André Jardine anunciou nesta sexta-feira (6) a lista de convocados para os primeiros compromissos da seleção sub-23 após garantir vaga nos Jogos Olímpicos Tóquio-2020. Diante disso, o Torcedores.com relembra para você alguns nomes que já vestiram a camisa da Seleção Olímpica, mas não evoluíram na carreira a ponto de brilhar na Seleção principal.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Diego

O meia do Flamengo disputou o Pré-Olímpico de 2004 e acabou fracassando ao tentar levar o Brasil as Olimpíadas de Atenas, quatro anos depois foi bronze em Pequim. Apesar de vestir a camisa da Seleção Brasileira principal e conquistar duas vezes a Copa América (2004 e 2008). Diego nunca brilhou vestindo a amarelinha e não segui o mesmo caminho de seu parceiro Robinho, que esteve em duas Copas do Mundo.

Alex

O ex-meia do Palmeiras e do Cruzeiro foi um dos destaques do Brasil nos jogos Olímpicos de 2000, em Sidney, apesar de fazer muito sucesso por clubes onde passou, o ex-jogador não teve chances na Seleção principal.

Dagoberto

O ex-atacante surgiu como uma joia no Athletico Paranaense e brilhou muito nas Seleções de base, mas por problemas judiciais e lesões acabou não evoluindo como se esperava na carreira e não chegou a brilhar na Seleção Brasileira principal.

Dagoberto

Roger Flores

O ex-meia do Fluminense e atual comentarista/apresentado do grupo Globo esteve nas Olimpíadas de Sidney em 2000, era uma boa peça no elenco, mas não conseguiu evitar a eliminação diante Camarões, que na época tinha Eto’o. Roger brilhou por anos no Fluminense e posteriormente no Corinthians, mas só esteve na Seleção principal uma vez, em um amistoso contra o Haiti, em 2004

Geovanni

O ex-jogador foi outro que esteve em Sidney (2000). Na época surgia como uma grande esperança para o futebol brasileiro. Tinha brilhado na decisão da Copa do Brasil do ano ao decidir o título para o Cruzeiro, chegou a ser vendido para o Barcelona, mas acabou não vingando e consequentemente não chegou a Seleção principal.

Ilsinho

O lateral direito que foi revelado no Palmeiras e se transferiu de forma polêmica para o São Paulo esteve nos jogos Olímpicos de Pequim 2008, mas pouco pode fazer no time. Quando surgiu era visto como uma grande promessa foi bicampeão Brasileiro pelo São Paulo (2006 e 2007), teve uma convocação na carreira para a Seleção, mas as lesões e escolhas erradas fizeram o jogador não evoluir.

Ilsinho

Roger (goleiro)

O ex-goleiro do São Paulo e Santos, Roger participou dos jogos Olímpicos de Barcelona de 1992. O ex-arqueiro ficou muito tempo na reserva de Rogério Ceni e consequentemente não conseguiu mostrar seu serviço e todo o seu potencial. Roger também ficou famoso por posar nu na revista masculina G Magazine.

LEIA MAIS

Repórter é detonado após chamar volante do Atlético-MG de “bosta” e se desculpa na web

Jorge Jesus enaltece Cristiano Ronaldo e chama atacante de “extraterrestre”