NFL: Coronavírus faz franquias serem criativas para ‘driblar’ regra da liga e anunciar novos jogadores

Política da organização proíbe que as equipes confirmem uma negociação antes da conclusão da assinatura de contrato

Jonatas Pacheco
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/Arizona Cardinals

A pandemia do coronavírus tem afetado os esportes de diversas maneiras. Ligas suspensas, atletas testando positivo para o COVID-19 e competições adiadas são apenas alguns exemplos de problemas que estão acontecendo por conta da doença.

A NFL consegue escapar um pouco dos impactos do coronavírus, já que a temporada de jogos só começa em setembro, e a offseason está bastante agitada.

Tom Brady no Tampa Bay Buccaneers, DeAndre Hopkins no Arizona Cardinals, Philip Rivers no Indianapolis Colts e Nick Foles no Chicago Bears foram algumas das negociações que aconteceram esta semana, e surpreenderam os fãs do esporte.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Apesar dessas transferências terem sido noticiadas pela imprensa que cobre o esporte, as franquias não fizeram anúncios oficiais para os novos jogadores. Isso porque há uma regra da liga que os impede de fazer isso.

De acordo com a política da NFL, as equipes só podem anunciar um novo atleta quando todos os trâmites estiverem concluídos e os contratos assinados, incluindo a realização de exames médicos.

Mas é nessa parte que está o grande problema. Como os Estados Unidos, e boa parte do mundo, estão em quarentena por conta da pandemia do coronavírus, os jogadores não podem realizar exames médicos com os médicos dos clubes, e consequentemente, os contratos não são oficialmente assinados.

As equipes, então, estão aproveitando uma brecha nessa regra da NFL. Apesar de não poderem anunciar uma contratação, as franquias podem compartilhar notícias que saem na imprensa. E foi exatamente isso que o Arizona Cardinals fez para confirmar a negociação com o wide receiver DeAndre Hopkins.

“Como vocês devem saber, atualmente a política da NFL proíbe que as equipes façam anúncios oficiais. Isso nos permite transmitir relatos da imprensa. E segundo diversas reportagens, nós adquirimos o WR DeAndre Hopkins via troca com o Houston Texans”, disse a equipe em uma rede social.

“Isso é tudo o que eu posso dizer”, brincou a franquia, em resposta à publicação anterior.

Outra equipe que utilizou da criatividade para confirmar as negociações foi o Chicago Bears.

“Segundo a NFL Network noticia, nós fizemos troca pelo QB Nick Foles (atualmente a política da NFL proíbe que as equipes façam anúncios oficiais)”, publicou.

O mesmo fez o Washington Redskins para confirmar a contratação do cornerback Kendall Fuller.

“Isso aqui é algo novo, então, fique conosco. Atualmente a política da NFL proíbe que as equipes façam anúncios oficiais. O que nós vamos fazer é um tweet sobre notícias que estão circulando. NOTÍCIAS: Nós acertamos os termos com o CB Kendall Fuller”.

Desta forma, as equipes realmente não estão quebrando as regras da NFL. Apenas estão sendo criativas em um momento atípico que estão enfrentando por conta de uma pandemia.

LEIA MAIS

Dolphins avalia opções no draft e Tua é favorito; o que esperar para a franquia em 2020

Dolphins busca fazer troca para ter pick 1 e “draftar” Joe Burrow

Torcedor dos Patriots deixa flores em frente ao centro de recuperação TB12