Sarah Menezes completa 30 anos; relembre trajetória

Judoca que desde 2018 é atleta do Flamengo adiou aposentadoria e estará nas Olimpíadas de Tóquio.

Walter Niyama
Jornalista formado pela ESPM-SP, possui passagens pelo Diário do Centro do Mundo e já trabalhou na assessoria de imprensa da Secretária de Estado da Saúde de São Paulo. Também tem textos escritos para o site Eu Quero Investir. É idealizador do site de jornalismo Converge e colunista no Nerdssauros. É também autor de três romances publicados.

Nascida em 1990 na cidade de Teresina, no Piauí, Sarah fez história em 2012. Ela foi a primeira campeã brasileira olímpica em esportes individuais no judô, conquistando a medalha de ouro nas Olimpíadas de Londres. Sua trajetória que inclui ainda três medalhas de bronze no Campeonato Mundial de Judô começou bem cedo.

Início 

Já aos nove anos já praticava o esporte na escola Coebeve, em Teresina. Era uma opção às aulas de educação física “Um professor fez uma apresentação de judô e colocou os alunos para fazer educação física ou um esporte”, disse Sarah em entrevista ao portal do MEC.

A jovem começou a ter suas primeiras vitórias nos Jogos Escolas da Juventude. E da escola, onde as aulas de judô eram recreativas e duravam meia hora, ela foi para um clube. A partir daí começou sua profissionalização com treinos de duas horas.

“No início minha mãe não apoiou o judô, quando eu tinha 9 anos. Porque sempre foi um esporte muito masculino, minha cidade não tinha tradição nenhuma de esporte, eu tinha que estudar. Mas eu consegui fazer a cabeça dos meus pais, consegui convencê-los a praticar o esporte na escola e eles cederam.”, contou Sarah em entrevista à EBC.

Medalhas

Em 2005, aos 15 anos, conquistou sua primeira medalha de ouro no Campeonato Brasileiro na categoria 44kg. E bronze no Pan-americano no mesmo peso. Seria o começo de uma brilhante carreira, com ouro novamente no Brasileiro agora na categoria 48kg. E em 2007 obteve a bronze na Copa do Mundo de Judô.

2008 foi um ano importante, pois ela conquistou 4 medalhas naquele ano (duas de ouro e duas de bronze) em campeonatos diferentes, mas também foi o ano em que disputou sua primeira Olimpíada, mesmo tendo sido derrotada na primeira luta.

Em 2009 ela faturou duas medalhas de ouro na Copa do Mundo de Judô em Lisboa e na de Madri. Na mesma competição no ano seguinte foi prata na de Budapeste e ouro na de São Paulo. E em 2011 conquistou o bronze no Pan Americano de 2011, realizado em Guadalajara.

No mesmo ano, além de conquistar prata no Grand Slam do Rio de Janeiro e bronze no de Paris, ela ainda faturou o bronze nos Jogos Mundiais Militares. Ela é terceiro sargento da Marinha do Brasil e integra o departamento militar esportivo.

Olimpíadas

Em 2012 ela fez história ao se tornar a primeira brasileira a conquistar o Ouro no judô feminino. “Acredito que essa medalha vai mudar minha vida a partir de agora. Esperava muito chegar nesse pódio olímpico e cheguei com 22 anos. Estou muito contente mesmo”, disse Sarah depois de descer do pódio com a medalha no peito.

A judoca conquistou Ouro, Prata e Bronze em diferentes competições nos anos seguintes, incluindo o Pan Americano. A expectativa era alta para as Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro.

Infelizmente ela foi derrotada ainda na repescagem do torneio, sofrendo uma luxação no cotovelo. Ela terá uma nova oportunidade nas Olimpíadas de Tóquio, adiadas para 2021 por conta da pandemia do Covid-19. Sarah terá mais tempo para se recuperar da última lesão que teve em 2019 e adiou a aposentadoria, planejada para depois da competição.

Leia Mais

Sarah Menezes conquista medalha de ouro no Torneio de Abertura do Circuito Judô

Judoca Sarah Menezes troca de categoria e mira nos Jogos Olímpicos de 2020

Com Sarah Menezes, Flamengo conquista 21 medalhas no Estadual de Judô