6 ídolos recentemente aposentados que deixaram saudades na torcida do Santos

Eles fizeram a diferença dentro de campo e ajudaram o Santos em conquistas importantes

Raphaela Silva
Colaborador do Torcedores

Foto: Getty Images

O Santos é reconhecido mundialmente por ser um celeiro de craques. O clube do litoral paulista é o responsável por revelar Pelé, o maior jogador de todos os tempos, ao mundo. Mas alguns jogadores dos anos 2000, e que já estão aposentados, deixam saudades na torcida santista. Relembre alguns desses ídolos recentemente aposentados que deixaram saudades na torcida do Santos.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes
https://www.facebook.com/TorcedoresOficial

Fábio Costa

Mesmo defendendo o rival, Corinthinas, em 2005, Fabio Costa é lembrado por sua passagem pelo Santos. O goleiro conquistou o Campeonato Brasileiro de 2002 e retornou ao clube em 2006, onde conquistou dois Campeonatos Paulistas.

David

O artilheiro teve duas passagens pelo Santos e conquistou o Brasileirão de 2004 pelo time da Vila Belmiro. Em sua segunda passagem pelo alvinegro praiano, David marcou 28 gols em 69 jogos.

Elano

Um dos destaques do time Campeão Brasileiro em 2002 e 2004, ao lado de Robinho e Diego. O meia Elano nunca negou seu amor ao Santos. Após passagem pela Europa, o jogador retornou ao peixe, onde conquistou, além de titulos Paulistas, a Libertadores da America, em 2011 e a Recopa Sul-americana, em 2012. Ao todo foram quatro passagens pelo clube paulista, onde acabou de aposentando em 2016.

Léo

Desde a aposentadoria de Léo, nenhum outro lateral-esquerdo conquistou a torcida do Santos, até o momento. O ex-jogador é simplesmente o maior detentor de títulos com a camisa santista após a era Pelé e o décimo jogador que mais vestiu a camisa do Peixe. Léo esteve nas conquistas da Copa do Brasil, Libertadores, Recopa e nos dois Campeonatos Brasileiros.

Alex

Um dos pilares da defesa santista nas conquistas dos Brasileiros de 2002 e 2004, Alex também conseguiu ser ídolo fora do Brasil. O ex-zagueiro teve boa passagem por Chelsea, onde conquistou a Champions League, e no PSG, conquistando dois Campeonatos Franceses.

Renato

Aniversariante do dia, Renato era um volante de classe. A torcida do Santos costumava dizer que o jogador jogava de “terno”. Em 2018, em seu último jogo pela equipe antes de se aposentar, os jogadores entraram com uma camisa estilo “terno” para homenagear o ídolo.

LEIA MAIS:

8 jogadores da era Tite no Corinthians que foram convocados pelo técnico para a Seleção Brasileira