Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Belluzzo aponta conflito de interesses em possível eleição de Leila Pereira à presidência do Palmeiras

Ex-presidente do Verdão também defendeu uma mudança estatutária no Palmeiras

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 28 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017). Repórter no site Torcedores.com desde 2018.

Crédito: Reprodução/Youtube

Presidente do Palmeiras entre 2009 e 2010, Luiz Gonzaga Belluzzo apontou a existência de um iminente conflito de interesses nos bastidores do Palmeiras. A opinião tem como base a presença de Leila Pereira. Ela é conselheira do clube e possível candidata à presidência do Verdão nas próximas eleições. Além disso, a empresária é responsável por gerir os principais patrocinadores do Palmeiras.

“Eu vejo sim. Vejo sim e acho que essa é uma questão muito importante que nós devemos levar em conta”, iniciou Belluzzo, em entrevista concedida ao programa Os Donos da Bola desta quarta-feira (3).

Mercado em CASA

Clique aqui para ter 50% off!

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

“Conversando com ela, eu já disse que isso é uma coisa que deve ser levada em conta. Porque como nós temos esse projeto de profissionalizar o clube e deixar entregue a instituições que possam coordenar e amparar as divergências do clube. Eu sou a favor, por exemplo, que se crie um conselho de administração”, acrescentou.

“Eu acho isso importante na próxima eleição, até pra prevenir que esse conflito de interesses se manifeste. É muito importante que a gente tenha uma mudança estatutária que transforme o Conselho de Orientação e Fiscalização, mas que é muito politizado”, prosseguiu Belluzzo.

Um dos possíveis cenários para as próximas eleições do Verdão é uma disputa direta entre Leila Pereira e Paulo Nobre, que foi presidente do Palmeiras entre 2013 e 2016.

Na opinião de Belluzzo, a presença de Nobre não tiraria a vitória de Leila Pereira. “Acho que é muito difícil ela perder”, finalizou.

Veja a seguir outros assuntos da entrevista concedida por Belluzzo:

Maurício Galliote, atual presidente do Palmeiras – “Eu tenho grande respeito pelo Maurício. É uma pessoa tranquila, conciliadora, respeitadora. Tá levando o Palmeiras numa situação de calmaria eterna. É um rapaz muito qualificado. Ele pacificou o Palmeiras e pacificar um clube é uma tarefa que não é pra qualquer um”.

Personificação de decisões no futebol, Mustafá Contursi e Arena Palmeiras – “A gente precisa saber a hora de sair das coisas. Se você insiste em ficar, e isso é um defeito dos clubes brasileiros, você gosta do negócio e quer ficar. Isso, na verdade, vicia as decisões. Acaba personalizando as decisões e é muito ruim isso. E num clube de futebol, essa personalização das decisões é uma das coisas mais nefastas. Vou dar o exemplo da Arena. O Mustafá foi contra. Ficou contrariado com o êxito do contrato da Arena. Em todas as reuniões que havia discussões, ele ficava contra. E eu não sei direito porque. É simplesmente porque é um conflito de personalidades. Na verdade, por várias razões: não gostava de mim. Mas eu, por exemplo, mesmo se não gostasse dele, se ele apresentasse um projeto como esse eu apoiaria. Porque você tem que pensar na comunidade e não ficar exercendo essas idiossincrasias pessoais”

Leia também:

Dracena, Zago, Clebão, Luís Pereira e mais: saiba quais zagueiros são campeões nacionais pelo Palmeiras

As melhores notícias de esportes, direto para você