Marcos Assunção #44: você sabe quantos gols de falta o volante fez na carreira?

Exímio cobrador de faltas, Marcos Assunção marcou época no futebol brasileiro pela facilidade em fazer gols de bola parada com a escassez de batedores

Luis Feitosa
Jornalista graduado e amante de futebol e futebol americano

Crédito: Getty Images

Quando Marcos Assunção ajeitava uma bola próxima da área adversária a torcida já comemorava. A grande facilidade com que o volante batia na bola era diferente do que a maioria de outros cobradores faziam. Além disso, a categoria do jogador era ainda mais especial em uma época em que poucos jogadores tinham o talento para cobrar uma falta com maestria.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Ao longo de 22 anos de carreira, Marcos Assunção foi responsável por 123 gols de falta. Pelo Palmeiras, o volante teve uma das melhores marcas em que 23 dos 31 gols que fez pelo Verdão foram de cobranças de falta. Seja na base da força ou colocada, o volante conseguia acertar de diferentes posições e ângulos.

A escassez de batedores de falta é tão grande que Marcos Assunção é considerado um dos últimos grandes jogadores brasileiros que tinham categoria para cobrar. O Palmeiras, seu ex-clube, vive um grande hiato desde o último gol de falta. Em maio de 2019, o meia Moisés marcaria o último de falta pelo Verdão diante do Sampaio Corrêa. Desde então, vários jogadores passaram a treinar, mas nenhum conseguiu marcar. Recentemente, o ex-jogador até criticou a dificuldade de surgir novos nomes e o que poderia ser feito para melhorar a qualidade de batedores em solo nacional.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

“Eles não treinam, treinam pouco. É só treinar. O Scarpa e um cara que pega muito bem na bola. Na minha época, eu treinava de 70 a 80 faltas. No Santos, tinha o Anderson Lima, que batia muito bem na bola. Fazíamos uma aposta de quem acertasse mais no treino batia no jogo. Eu gostava que tivesse mais jogadores treinando comigo, até porque me dava mais tempo para perna recuperar, mas tem que partir do jogador”, afirmou Assunção em entrevista para a TV Gazeta.

LEIA MAIS:

Palmeiras terá em agosto dinheiro vindo de empréstimo de Dudu

Mauro Cezar diz que distância entre Palmeiras e Flamengo segue “muito grande” mesmo sem Jorge Jesus

Palmeiras recebe nova oferta da China por Deyverson