Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Ronald Koeman fala do futuro de Messi no Barcelona: ‘Tem contrato, espero que fique muitos anos’

Treinador holandês fala do 8 a 2 e do futuro do Barcelona em apresentação oficial

Paulo Foles
Jornalista, amante da escrita e apaixonado por esportes. Falo sobre futebol internacional, nacional e esportes americanos, principalmente NFL e NBA. Santista e apreciador do bom futebol. Twitter: @PaulFoles

Ronald Koeman foi o nome escolhido para ser o novo treiandor do Barcelona após demissão de Quique Setién. Nesta quarta-feira (19), ele foi apresentado de forma oficial e concedeu entrevista coletiva, onde falou sobre Lionel Messi e o futuro do clube.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

“É um dia para ficar muito feliz, orgulhoso. Todos sabem que o Barça é a minha casa e ter a possibilidade de treinar é um desafio. Não é nada fácil porque exige sempre o máximo, e eu gosto assim. Há qualidade de sobra para buscar os títulos. Sim, eu assinei, se sou treinador, acho que temos que fazer mudanças, a imagem do outro dia não é a que ninguém quer. Você tem que trabalhar duro para recuperar prestígio. O Barça é a melhor equipe do mundo e isto é a realização de um sonho. A partir de agora trabalhar e lutar para estar no topo de tudo”, declarou Koeman como novo treinador do Barcelona.

O contrato do ex-zagueiro com o Barcelona é válido até 30 de junho de 2022. Para assumir o cargo, ele se desligou da seleção da Holanda, onde estava desde 2018. Koeman  já treinou Vitesse, Ajax, Benfica, PSV, Valencia, AZ Alkmaar, Feyenoord, Southampton, Everton e Holanda.

Como jogador, passou por Groningen, Ajax, PSV, Feyenoord e fez história no FC Barcelona comandado por Johan Cruyff, que venceu quatro La Ligas e uma Champions League.

Outras declarações de Ronald Koeman

Mudanças no elenco

“Não gosto de falar sobre jogadores individuais. Tenho que encontrar o melhor para o clube. Encontre o modelo mais forte possível. Há jogadores de uma certa idade que podem ter dúvidas sobre o seu desempenho, mas temos que respeitar todos os jogadores e o nosso plano técnico é procurar o melhor para o clube, a equipa e se for preciso tomar decisões, elas o farão. Tudo correu muito rápido e estamos trabalhando e conversando sobre as decisões que temos que tomar, mas não vou citar nomes em relação aos jogadores.”

Messi fica?

“Não sei se tenho que convencê-lo. Claro que quero tê-lo no meu time. Ficaria encantado em trabalhar com ele porque ele te ganha os jogos. Se conseguir o rendimento de sempre, fico contentíssimo que fique. Ele tem contrato. Temos que falar com ele, claro, pois é o capitão do time. Temos que falar com vários jogadores, tomar decisões. No caso de Messi, espero que fique mais anos aqui. Se te digo o que vou dizer ao Leo eu não precisaria me reunir com ele. São coisas particulares. Quero que ele me diga o que pensa. Mas, vamos, ainda falta um ano de contrato.”

8 x 2

“Como todo culé me ​​senti muito triste, primeiro pelo resultado. Não pode ser nem contra o Bayern, a imagem não é a que queremos. Foi um dia triste e depois de um dia triste teremos dias diferentes.”

Contrato

“Tenho um contrato de dois anos. Eu sei que há eleições e não posso fazer nada para ter certeza. Sei que há eleições de que haverá um novo presidente, mas só posso trabalhar e se eu ganhar, o próximo presidente não terá dúvidas comigo.”

Philippe Coutinho

“Ele é um jogador do Barça e se houver decisões a serem tomadas, elas o serão. A partir de agora vejo tudo mais positivo. Somos holandeses e dar oportunidades aos jovens, se eles merecem, não nos assusta. Não teremos hesitação em fazê-lo.”

Nota do Barcelona

“A lenda do blaugrana, herói de Wembley, o homem que deu ao Barça sua primeira vitória na Copa da Europa retorna a Camp Nou. Desta vez, no entanto, o fará como treinador, já que o holandês traz mais de 20 anos de experiência como treinador e oito troféus no seu currículo. Ronald Koeman chega ao FC Barcelona depois de treinar na Premier League, La Liga, liga holandesa, liga portuguesa e também no cenário internacional com a Holanda.

Koeman começou a sua carreira de treinador no FC Barcelona como treinador adjunto da equipe principal e depois como treinador do Barça B na época de 1998-99.

Na temporada seguinte, ele foi para o Vitesse, onde permaneceu até 2001, quando se mudou para o Ajax Amsterdam, onde conquistou dois títulos da liga, uma Copa da Holanda e uma SuperTaça holandesa. Em 2005 mudou-se para Portugal e Benfica onde conquistou a Supertaça de Portugal. O ex-jogador do Barça voltou à Holanda em 2006, quando assumiu o PSV Eindhoven, conquistando o título da Eredivisie novamente em 2007.

Após o sucesso com o PSV, ele voltou para a Espanha e Valência, vencendo a Copa del Rey. Isso foi seguido por um retorno ao seu país natal mais uma vez, onde ganhou a SuperTaça de 2009 com o AZ Alkmaar antes de treinar o Feyenoord entre 2011 e 2014. Koeman foi para a Premier League na temporada 2014-15 com o Southampton antes de seguir para o Everton em 2016 onde passou 18 meses. Em 2018, ele assumiu o cargo de técnico da seleção holandesa antes de retornar ao FC Barcelona como comandante.”

LEIA MAIS:

Mercado da Bola: Barcelona anuncia Koeman como novo treinador