Fifa usará regulamento para obrigar clubes a cederem atletas às seleções nas Eliminatórias

 

Marcel Thomé
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/Fifa

Em reunião com a federações dos países do continente sul-americano na última terça-feira (15), a Conmebol, entidade que comanda o futebol na região, confirmou que as Eliminatórias da Copa 2022 começarão com rodada dupla nos dias 8 e 13 de outubro. No entanto, havia o temor que os jogadores que atuam na Europa fossem barrados por seus clubes por causa do risco de contrair o coronavírus.

A Fifa, entretanto, por meio de seu presidente, Gianni Infantino, garante a liberação de todos os atletas convocados e se baseia nos regulamentos que obrigam os clubes a liberarem seus jogadores.

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook

O presidente Infantino expressou o desejo da Fifa de que todas as seleções nacionais se classifiquem em igualdade de condições“, disse a Conmebol em um comunicado após uma teleconferência com o presidente da Fifa.

Foi um pedido específico das Associações Membros da Conmebol, no sentido de cada uma delas ter o seu potencial máximo para a competição“, completou a Conmebol.

Nesta quinta (17) haverá mais uma reunião virtual entre Fifa e Conmebol para definir outras situações relacionadas ao retorno de competições na América do Sul.

LEIA MAIS: