Acusado de roubo, Deandre Baker pode assinar com Kansas City

 

Lucas Silva
Jornalista | Fundador e editor-chefe do Saida Falsa | ADM no Athletic Club Brasil. Apaixonado pelo futebol americano desde 2008, sofro semanalmente com Corinthians, New Orleans Saints, Miami Heat e Edmonton Oilers.

Crédito: SI

O ex-cornerback do New York Giants Deandre Baker estaria realizando testes com a equipe do Kansas City Chiefs e pode assinar contrato com o pratice squad se tudo der certo. O jogador de 23 anos estava sem time desde o mês de setembro, quando foi cortado pelos Giants depois de ser acusado de roubo com arma de fogo em maio desse ano. Baker e o jogador Quinton Dunbar, defensive back do Seattle Seahawks foram acusados de assalto a mão armada em uma festa na cidade de Miramar, Flórida, no dia 13 de maio. O incidente teria acontecido durante uma festa que ocorria de forma ilegal, o “jogo de azar” – roleta, blackjack (conhecido como 21) etc. A festa contava com, aproximadamente, 20 participantes.

Recentemente, de acordo com Jordan Raanan, da ESPN estadunidense. Deandre Baker teve todas as acusações retiradas pela Justiça. O anúncio veio após a prisão do advogado William Dean, que representava três vítimas, por conta de uma acusação de extorsão. Segundo Pat Leonard, do New York Daily News, o advogado, acusado por extorsão, estava chantageando o jogador, exigindo que Baker pagasse mais de US$ 266 mil para cada uma das três vítimas e assim elas não iriam mais cooperar com os promotores, além de mudarem os depoimentos.

Baker foi a 30ª escolha geral do Draft de 2019 pelo New York Giants. Em sua temporada de calouro, atuou nos 16 jogos, somando nenhum sack ou interceptação, 61 tackles (48 solo) e dois tackles for loss (tackle para perda de jardas).