Auxiliar de Cuca lamenta expulsão do treinador, cutuca Marcos Rocha e questiona arbitragem: “Influenciou”

Cuca questionou o fato do árbitro não ter ido revisar no VAR o lance da confusão que originou a expulso do treinador do Santos

Danielle Barbosa
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/SBT

Após a derrota para o Palmeiras por 1 a 0 na decisão da Copa Libertadores, o auxiliar técnico do Santos, Cuquinha, foi o responsável por dar a entrevista coletiva pelo lado do Peixe depois do apito final – e sobrou questionamentos ao árbitro argentino Patrício Loustau e até mesmo alfinetada ao lateral Marcos Rocha, envolvido no lance que originou o cartão vermelho ao comandante do time da Vila Belmiro.

“Desestabiliza, é o comandante, responsável por toda a trajetória. Lógico que desestabiliza. Não é jogar a culpa no árbitro, mas atrapalhou e influenciou. Não tenho nem dúvida”, disparou Cuquinha. “E o atleta que passou o pé no treinador é o mesmo que a gente foi resgatar no América-MG e levamos ao Atlético-MG. O que nos deixa sentido é não ter ido no VAR, amarelo para um e vermelho para o outro. Quem agrediu levou vermelho e o agressor levou amarelo. Imagens estão aí”, acrescentou.

“Ele não fez nada, em outras ocasiões foi expulso merecidamente. Agora está triste porque não fez nada. Vimos as imagens e fica provado. Dá certa dor porque foi o Marcos Rocha”, completou.

Seu time maltrata seu coração? 

Deixa que o Clude cuida dele para você!

Sobre a partida, Cuquinha falou sobre as poucas chances de ambos os times. “O jogo hoje em si foi muito… Do nosso lado detalhamos o Palmeiras de cabo a rabo. Sabíamos tudo que fariam. Não teve uma finalização, o gol foi de cabeça, nem com o pé. Nosso goleiro não tocou na bola. Tivemos poucas chances porque também nos estudaram. E a circunstância do gol não tem o que falar. Isso já estava escrito, uma pena. Estávamos preparados, mas não foi da vontade de Deus.”

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes