Jorge Jesus pede que o futebol não pare caso ocorra um novo lockdown em Portugal

O ex-treinador do Flamengo e atualmente no Benfica deu declaração polêmica em coletiva após a iminência de um novo lockdown em Portugal

Igor Mello
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução / Coletiva

Com uma crescente no número de casos nos últimos dias, Portugal encaminha-se para um novo lockdown. Dessa forma, o país entraria no seu segundo confinamento visando um controle maior dos novos casos de coronavírus. O treinador do Benfica, Jorge Jesus, se posicionou em coletiva de imprensa contra a parada do futebol caso isso ocorra.

Em coletiva Jorge Jesus elogiando os protocolos contra a doença e justificando o porque do seguimento do futebol, afirmou:

“É um fato e temos de respeitar as decisões. Mas o futebol e as equipas têm sido um exemplo na nossa sociedade em se proteger do COVID. E não são só os jogadores que são testados: somos testados de dois em dois dias, assim como familiares e o staff. Isto engloba centenas e centenas de pessoas que propiciam uma bolha com alguma tranquilidade e mesmo assim nem sempre conseguimos controlar o vírus”

Em seguida expressou sua opinião em relação a uma nova paralisação.

“Por mim, continuava sempre. O campeonato não para porque há segurança total em relação às equipas de futebol”

Tais declarações foram dadas durante a coletiva desta segunda-feira (11/01). Na terça-feira (12/01), os encarnados enfrentam o Estrela Amadora pela Taça de Portugal. Na Primeira Liga, o Benfica está em terceiro, com 31 pontos, quatro a menos que o líder Sporting.

O novo lockdown foi anunciado pelo governo português no sábado, entretanto ainda necessita de aprovação no congresso. Espera-se que o confinamento comece na próxima quinta-feira.