Abre o olho, Santos! Jornalista argentino diz que Conmebol tirou o River da Libertadores para Boca passar “com calma”

O jornalista destacou que o time comandado por Marcelo Gallardo teve atuação de campeão, mas “a arbitragem o paralisou com seus fracassos”

Danielle Barbosa
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação

A imprensa argentina tenta explicar como o River Plate, apesar de dominar o Palmeiras, não conseguiu a classificação para a final da Libertadores. A vitória por 2 a 0 não foi suficiente para igualar ou superar os três gols marcados pelo time Alviverde o jogo da volta. Para o jornalista argentino Leonardo Farinella, da TyC Sports, existe uma justificativa para a eliminação da equipe comandada por Gallardo.

Segundo o jornalista ‘hermano’, a eliminação dos Millonarios tem “interferência” da Conmebol. “O River fez um jogo perfeito, goleou o Palmeiras, e a Conmebol resolveu eliminá-lo para que o Boca hoje passe com calma para a final.”

“A arbitragem o paralisou com seus fracassos e deu tempo aos brasileiros. Não há nada para reprovar da equipe e muito o que aplaudir”, acrescentou.

Torcedor fanático do River Plate, Farinella foi diretor do “Olé”, um dos principais jornais esportivos do mundo, por 15 anos e nunca escondeu sua rivalidade com o clube xeneize. Ao escrever que a equipe de Gallardo atuou como “campeão”, o jornalista ainda fez questão de relembrar outros possíveis favorecimentos ao Boca, citando, inclusive, o suposto pênalti não marcado para o Santos na partida de ida da semifinal, no último dia 6.

ENZO PÉREZ REBATE CRÍTICAS:

Em entrevista após a eliminação, o experiente Enzo Pérez fez questão de rebater as críticas de que o elenco dos Millonarios precisa passar por reformulação.  “Não ia dizer nada, mas vou falar… Vi muita gente falando da nossa idade, falando que somos velhos, que o River tem que renovar o plantel. Chegou um vídeo para mim (no celular) falando isso, e hoje mostrando que não somos velhos para o que fazemos”.

“Nestes últimos quatro anos, chegamos a duas semifinais e fomos finalistas uma vez. Pedimos respeito, porque, da mesma forma que respeitamos o trabalho de todos, pedimos que nos respeitem da mesma forma”, completou.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes