Choro de Abel Ferreira ganha destaque internacional após título bi da Libertadores

Treinador português foi destacado pela imprensa esportiva do país

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 27 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017).

Crédito: transmissão SporT TV

O treinador português Abel Ferreira chorou após o Palmeiras conquistar o bicampeonato na Copa Libertadores, ao derrotar o Santos por 1 a 0, no estádio Maracanã. A emoção do técnico foi destaca na imprensa internacional.

“Abel Ferreira tornou-se no segundo português a conquistar a Libertadores, depois de esta noite o Palmeiras ter derrotado o Santos por 1-0, com um golo aos 90’+9. No final, o técnico não aguentou as lágrimas”, iniciou o jornal português Record.

“Abel foi abraçando os seus jogadores quase um a um, mostrando toda a sua emoção após o maior feito da sua carreira”, completou o veículo.

Leitor torcedor cuida da saúde pagando pouco!

O gol do título foi marcado por Breno Lopes, aos 55 minutos do segundo tempo. De acordo com avaliação do jornal A Bola, o jogo foi “de baixo nível em termos de qualidade, muito faltoso e sem que as equipes quisessem arriscar”.

O veículo ainda recordou que o português Jorge Jesus foi campeão do torneio em 2019 e completou: “Abel torna-se assim no segundo treinador a vencer a maior competição sul-americana de clubes e coloca a segunda Libertadores da história no museu do Palmeiras: Luiz Felipe Scolari tinha vencido a competição em 1999”.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

O site O Jogo também destacou sobre a final da Libertadores. “O Palmeiras, orientado pelo treinador português Abel Ferreira, conquistou este sábado a edição 2020 da Taça Libertadores em futebol, ao vencer o Santos por 1-0, na terceira final 100% brasileira da prova, disputada no Maracanã, no Rio de Janeiro”, publicou.