Companheiro de Senna na Lotus morre aos 62 anos

Companheiro de Senna, Johnny Dumfries, morreu de causa não revelada

Carlos Lemes Jr
Colaborador do Torcedores.com.Jornalista formado, desde 2012, e no Torcedores, desde 2015. Matérias exclusivas pelo site publicadas nos portais IG, MSN e UOL.

Crédito: Divulgação/Twitter F1

Companheiro de Ayrton Senna na mítica Lotus preta na temporada de 1986, morreu nas primeiras horas dessa terça-feira, 23 de março, o ex-piloto Johnny Dumfries. Ele tinha 62 anos e a causa do falecimento não foi revelada. As informações estão no ge.com

Nascido John Colum Crichton-Stuart, o britânico pertencia a uma família aristocrática e tinha o título de 7º Marquês de Bute. Nas pistas, teve destaque na antiga Fórmula 3000 (atual F2) chegando a testar para Brabham, Ferrari, McLaren e Lotus. Assumiu a titularidade nessa última com o apoio da marca de cigarro John Player, patrocinadora do time na época.

Em 86, ele disputou toda a temporada ao lado de Senna e terminou o campeonato numa modesta 13ª colocação com três pontos, enquanto o brasileiro terminou em quarto com 55.

Para o ano seguinte, com a troca de motores da Lotus de Renault para Honda, os japoneses colocaram Satoru Nakajima, como segundo piloto, e Dumfries ficou a pé.

Entre 1987 e 1991,  o britânico foi tentar a sorte nas 24 Horas de Le Mans onde venceu em 88 no trio formado por ele, pelo também britânico Andy Wallace com a participação do holandês Jan Lammers.

LEIA MAIS

Felipe Giaffone: “Não acreditava que a F1 saísse da Globo”