No Instagram, Hamilton defende exercícios em nome da saúde mental

Heptacampeão da F1 admitiu na rede social que treinar para ele muitas vezes é um desafio

Fernando Cesarotti
Jornalista, professor universitário e fã ardoroso de qualquer esporte. ,

Crédito: @Lewishamilton/Twitter

Lewis Hamilton defendeu nesta terça-feira a importância de exercícios para manter a saúde mental. Em postagem no seu Instagram, o heptacampeão da Fórmula 1 admitiu que nem sempre tem vontade de se exercitar.

“Treinar é uma luta para mim, sempre foi. Tem dias que não tenho motivação, tem dias em que odeio meu corpo, me sinto gordo ou magro demais”, escreveu, num texto acompanhando um vídeo com exercício.

Ele contou que sempre foi magro, tanto por causa do emprego como de uma desorganização na dieta e no ritmo de treinos. Numa corrida, um piloto de Fórmula 1 pode perder até 4 kg, segundo especialistas, por causa do esforço de segurar o carro em alta velocidade.

“Exercícios soltam endorfina, que ajudam você a começar bem o dia. Então, se você é como eu e luta com sua saúde mental, treinar é um fator importante que vai ajudar você a ser mais positivo”, escreveu.

Nesta terça, além dos exercícios físicos, o piloto britânico testou os pneus que a categoria vai usar a partir de 2022, maiores que os atuais. A próxima etapa da Fórmula 1 será no dia 2 de maio, em Portugal.

LEIA MAIS:

Melhor volta garante Hamilton na liderança do Mundial; veja classificação

Ferrari comemora feito modesto que não conseguia desde 2019; entenda