Verstappen quer saber limites da pista em Ímola; Hamilton mostra tranquilidade

Holandês quer evitar situações como a que provocou sua perda de liderança no GP do Bahrein

Fernando Cesarotti
Jornalista, professor universitário e fã ardoroso de qualquer esporte. ,

Crédito: @F1/Twitter

Principais candidatos à vitória no GP da Emilia Romagna, Lewis Hamilton e Max Verstappen falaram nesta quinta-feira à imprensa. O holandês da Red Bull, aliás, avisou que quer saber exatamente quais são os limites da pista para evitar situações como a do GP do Bahrein.

Max teve de devolver a liderança para o britânico da Mercedes por sair da pista após a ultrapassagem sobre o rival, a três voltas do fim. Mas a bronca dele e da equipe, na verdade, é sobre os limites durante a corrida, já que Hamilton chegou a ser alertado sobre usar demais a zebra na curva, situação que o ajudou a ganhar tempo em várias voltas até o aviso.

“Ou você pode usar a zebra ou não pode. Entendo que na ultrapassagem eu realmente saí, mas me refiro a ganhar vantagem. Lewis passou 30 voltas ganhando tempo ali”, afirmou. Em Ímola, ao contrário de Sakhir, há brita em boa parte das laterais, o que ajuda a impedir o abuso das zebras pelos pilotos.

Mesmo assim, o diretor de prova, Michael Masi, já avisou que os setores fiscalizados com rigor serão nas curvas 9, 13 e 15. Os tempos de volta nos treinos serão invalidades caso haja excesso, e na corrida os pilotos serão alertados com bandeira branca e preta após a terceira irregularidade, com risco de punições posteriores que podem chegar até a desclassificação.

Tranquilidade

Hamilton, por sua vez, falou em outra sessão de entrevistas e mudou o discurso em relação à possível superioridade da Red Bull. No Bahrein, Verstapen liderou todas as sessões de treinos e só não venceu a corrida porque, depois de devolver a posição após a ultrapassagem irregular, não conseguiu mais uma boa situação de pista.

Se na corrida passada o piloto da Mercedes jogou o favoritismo para os rivais, desta vez afirmou que é normal ter de disputar a primazia da temporada com outro time.

“Nos anos anteriores tivemos grandes batalhas com a Ferrari. Amamos desafios e entramos em cada fim de semana com o mesmo foco. Se algo ainda não quebrou, não tem por que consertar”, filosofou.

As batalhas de pista do GP da Emilia Romagna começam nesta sexta-feira, às 6h (de Brasília), com a primeira sessão de treinos livres. Haverá outra às 11h, e no sábado, às 9, acontece o treino de classificação. A corrida, no domingo, será às 10h.

LEIA MAIS:

Veja cinco motivos que tornam o GP da Emilia Romagna imperdível

Equipes mais vencedoras da F1 em Ímola têm pouca chance no domingo; veja quem são