Verstappen revela problema que o tirou o treino e espera mais sorte em Ímola

Problema no eixo de transmissão impediu holandês de disputar com as Mercedes na segunda sessão desta sexta-feira

Fernando Cesarotti
Jornalista, professor universitário e fã ardoroso de qualquer esporte. ,

Crédito: @F1/Twitter

Uma falha no eixo de transmissão foi o problema que tirou Max Verstappen da segunda sessão de treinos livres para o GP da Emilia Romagna, nesta sexta-feira, em Ímola, e impediu um duelo direto com as Mercedes. Valtteri Bottas e Lews Hamilton marcaram os dois melhores tempos do dia.

“Tive um problema no eixo de transmissão que me obrigou a parar o carro, mas sabemos o que é preciso fazer para ajustar”, disse o piloto. Ele ficou em 14º lugar, depois de ser o terceiro na primeira sessão. O holandês da Red Bull admitiu ainda que precisa de mais sorte em Ímola. No ano passado, abandonou a prova após sofrer um acidente por causa de um pneu furado. “Gosto da Itália, da comida, de estar aqui. Só a parte de dirigir não tem sido das mais sortudas”, ironizou.

Verstappen se esquivou, no entanto, de comentar sobre o desempenho das Mercedes, ao ser questionado se tinha ficado surpreso. No Bahrein, a Red Bull tinha sido dominante em todos os treinos. “Para ser honesto, não é uma surpresa. Temos que focar em nós, em fazer um trabalho melhor. Então veremos como tudo vai acabar.”

O tira-teima será mesmo no sábado, com o treino de classificação, às 9h (de Brasília). Antes, haverá o último treino livre, às 6h. “Vamos ver como será nosso equilíbrio. E, claro, garantir que nada quebre”, concluiu o holandês.

LEIA MAIS:

Chefe da Ferrari explica por que vai “enforcar” algumas das próximas corridas

Veja cinco motivos que tornam o GP da Emilia Romagna imperdível