Zagueiro diz que futebol é “jogo de Barbies” e leva invertida de jogadora de clube rival

Salcedo, do Tigres, usou expressão sexista para comentar sua expulsão e jogadora do América do México tomou as dores

Mário André Monteiro
Jornalista com passagens por Portal iG, Fox Sports e Osasco Audax. Atualmente editor do Alemanha FC (http://www.alemanhafc.com.br). No Twitter: @alemao_mario e no Instagram: @marioalemao

Crédito: Liga MX / Reprodução

O jogo entre Tigres e América, válido pela 14ª rodada do Campeonato Mexicano, foi marcado pela polêmica expulsão do zagueiro Carlos Salcedo, do Tigres, que levou o segundo amarelo e deixou o campo na derrota por 3 a 1 da sua equipe.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Após a partida, Salcedo demonstrou toda sua raiva nas redes sociais e escreveu um tweet sobre a sua expulsão: “Jogo dos Barbies! No futebol existe contato”. Esse comentário gerou um debate na internet, com muitas críticas ao defensor mexicano.

Diante dessa situação, Janelly Farías Rodríguez, zagueira do América, tomou as dores e questionou o atleta do Tigres pelo comentário sexista e afirmou que essa mentalidade é a mesma que enfrentam todas as jogadoras da Liga feminina do México.

“Essa facilidade de usar a feminilidade para zombar e insultar uns aos outros entre os homens tem que parar e é parte do problema que temos em nossa sociedade”, disse Rodríguez também pelo Twitter.

A jogadora escreveu uma série de comentários em resposta a Salcedo, pedindo pra que todos parem de comparar fragilidade com sinônimos que se referem a mulheres. Ela explicou em outra postagem que dentro do futebol existe contato de força entre os jogadores, então não deve haver diferença se jogo masculino ou feminino.

“Jogo de Barbies ou jogo das mulheres, neste contexto, é o tipo de comentário que eu e minhas companheiras de equipe temos que lidar diariamente. Basta ver pelo menos dois jogos do nosso campeonato para perceber que no futebol feminino há muito contato e a intensidade não acontece por ser homem ou mulher”.

Jogador do Borussia Dortmund tranca a ex-namorada em casa e polícia é acionada

Janelly Rodríguez falou também da situação no México, que busca erradicar os comentários sexistas e discriminatórios que prejudicam o trabalho e o esforço das mulheres nas diferentes esferas sociais, neste caso, o esporte.

Por fim, a jogadora promoveu a não discriminação nas redes sociais e lançou uma campanha com a hashtag #JuegoComoBarbie (ou #JogoComoBarbie) para mostrar o nível de competitividade das jogadoras da Liga Mexicana de futebol feminino.