Japoneses continuam contrários à realização dos Jogos Olímpicos

Pesquisa aponta que 57% da população não quer a realização das Olimpíadas no Japão

Ruan Nascimento
Colaborador do Torcedores

Crédito: Jogos Olímpicos começam no dia 23 de julho (foto: Divulgação/Twitter)

A agência de notícias Kyodo News, do Japão, divulgou neste final de semana um levantamento apontando que 57% dos japoneses são contra a realização dos Jogos Olímpicos e dos Jogos Paralímpicos. O principal fator que desagrada a realização dos eventos é o temor pelo aumento no número de casos de Covid-19 no país, apontado por 87% dos entrevistados. São esperados milhares de atletas, treinadores e representantes dos comitês olímpicos nacionais desembarcarão no país asiático nas próximas semanas.

Apesar da grande reprovação, o levantamento indica queda no número de pessoas que desejam a não realização das Olimpíadas. Na última pesquisa divulgada, em março, eram 63%. Os dados também indicam que 25% dos entrevistados são favoráveis aos jogos, e preferem que o evento seja realizado sem torcida. Outros 12% gostariam de que as provas tivessem a presença de público, com limitações de espaços.

O levantamento não questionou os entrevistados se estes defendiam que os Jogos Olímpicos fossem adiados novamente. O Comitê Olímpico Internacional (COI) já avisou que essa possibilidade está descartada.

Aumento de casos

Nove cidades japonesas já ampliaram as restrições de circulação de pessoas em razão do aumento de casos de Covid-19 no país.  Segundo o governo local, o estado de emergência deve permanecer até o dia 31 de maio. No domingo, 16 de maio, o Japão registrou 5.265 novos casos de coronavírus, com 47 mortes registradas em 24 horas, de acordo com a Universidade Johns Hopkins.

Os Jogos Olímpicos estão previstos para ocorrer entre os dias 23 de julho e 8 de agosto. Já os Jogos Paralímpicos estão programados entre os dias 24 de agosto e 5 de setembro. Ambos os eventos seriam realizados em 2020, porém, no início da pandemia da Covid-19, o COI decidiu adiar em um ano as competições. Atletas de mais de 200 países são esperados para as atividades.