Eurocopa: Jöachim Löw convoca jogadores da Alemanha e veteranos Müller e Hummels estão de volta

Em sua última competição pela Alemanha, Löw chamou dois veteranos que estavam afastados da seleção para compor o elenco

Thiago Chaguri
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/Twitter

Nesta quarta-feira (19), o técnico Jöachim Löw divulgou a lista oficial de convocados da seleção alemã para a Eurocopa. Visando o tetracampeonato para isolar-se como a maior campeã da competição – Alemanha e Espanha possuem três títulos -, os comandados de Löw terão uma difícil missão pela frente. A seleção foi sorteada no “grupo da morte” com a companhia das atuais campeãs da Copa do Mundo e Eurocopa, França e Portugal respectivamente, além da Hungria.

Anteriormente implantando uma renovação no elenco, Löw resolveu levar força máxima para a Eurocopa. O treinador promoveu o retorno de dois atletas à seleção: o atacante Thomas Muller e o zagueiro Mats Hummels. Ambos não participavam de um compromisso da equipe desde novembro de 2018.

Como de costume, o Bayern de Munique foi a equipe que mais forneceu jogadores para a seleção. O clube bávaro tem oito nomes na lista. Em seguida, aparecem Chelsea e Borussia Mönchengladbach, com três. Marco Reus, do Borussia Dortmund, está fora. O atleta vem se recuperando de lesão e precisa de mais tempo para ganhar condicionamento físico.

Os convocados para a Eurocopa

Goleiros

Manuel Neuer (Bayern de Munique), Bernd Leno (Arsenal) e Kevin Trapp (Eintracht Frankfurt);

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Defensores

Antonio Rüdiger (Chelsea), Mats Hummels (Borussia Dortmund), Mathias Ginter (Borussia Mönchengladbach), Niklas Süle (Bayern de Munique), Lukas Klostermann e Marcel Halstenberg (RB Leipzig), Robin Gosens (Atalanta), Robi Koch (Leeds United) e Christian Günter (Freiburg);

Meias e atacantes

 Joshua Kimmich, Serge Gnabry, Leon Goretzka, Thomas Müller, Leroy Sané e Jamal Musiala (Bayern de Munique), Emre Can (Borussia Dortmund), Kai Havertz, Timo Werner (Chelsea), Toni Kroos (Real Madrid), Ilkay Gündogan (Manchester City), Jonas Hoffmann e Florian Neuhaus (Borussia Mönchengladbach) e Kevin Volland (Monaco).

 

Eurocopa marcará a despedida de Jöachim Löw

O treinador, que está à frente da Alemanha desde 2006, anunciou sua saída em março deste ano. Portanto, a Eurocopa será sua despedida do cargo. Campeão da Copa do Mundo de 2014, também faturou a Copa das Confederações de 2017. No entanto, recentemente tem acumulado maus resultados. O quadro alemão foi eliminado na primeira fase da Copa do Mundo de 2018 e das duas últimas edições da Liga das Nações.

Apesar do mau momento, Jöachim Löw buscará um feito histórico alcançado apenas por dois técnicos: o alemão poderá se tornar o terceiro treinador na história a alcançar os títulos de Copa do Mundo e Eurocopa pela seleção. Helmut Schön conduziu a Alemanha nas conquistas da Eurocopa de 1972 e Copa do Mundo de 1974. Vicente del Bosque também conseguiu tal feito. Pela Espanha, del Bosque faturou a Eurocopa de 2008 e a Copa do Mundo de 2010.