Piloto de 28 anos morre ao tentar bater recorde mundial nos EUA; veja o vídeo

Alex Harvill era um piloto americano de Supercross e queria entrar para o Guinness Book, mas um acidente abreviou sua vida

Mário André Monteiro
Jornalista com passagens por Portal iG, Fox Sports e Osasco Audax. Atualmente editor do Alemanha FC (http://www.alemanhafc.com.br). No Twitter: @alemao_mario e no Instagram: @marioalemao

Crédito: Reprodução / Instagram

O mundo do motociclismo está de luto com a notícia da morte do piloto norte-americano Alex Harvill, de apenas 28 anos de idade. Ele sofreu um grave acidente ao tentar quebrar o recorde mundial de salto em rampa sobre duas rodas.

Harvill, que participava de eventos de Supercross e detinha outros recordes de saltos, se preparava para o evento chamado “Moses Lake Airshow”, que aconteceu nesta semana no Aeroporto Internacional Grant County, no estado de Washington.

O jovem piloto californiano queria superar o salto de 107 metros que Robbie Maddison havia estabelecido em 2008, segundo o Guinness World Records, famoso Livro dos Recordes.

Diante de vários outros participantes e curiosos, Alex Harvill sofreu um acidente fatal em seu último salto de aquecimento antes do início do show.

Veja o vídeo da batida:

Harvill lesionou a região do tórax ao sofrer uma forte pancada contra o guidão da motocicleta e seu corpo foi lançado vários metros à frente.

O piloto foi transferido para um hospital próximo em estado crítico e, apesar dos esforços dos médicos, ele acabou morrendo na noite de quinta-feira.

Robbie Maddison, detentor do recorde que Harvill queria quebrar, enviou uma mensagem de condolências pelas redes sociais.

“Abalado com a notícia do falecimento de Alex Harvill, ele pilotou uma motocicleta mais longe do que qualquer outra pessoa e estava pronto para estabelecer um novo recorde mundial hoje, quando pagou o preço máximo. Meu coração está partido por sua família”.

O piloto dos EUA deixa a mulher Jessica, com quem se casou em 2019, e os filhos Willis e Watson.