Conmebol reconhece que Fluminense foi beneficiado contra o Cerro Porteño

Entidade que comanda o futebol sul-americano reconheceu o equívoco do árbitro de vídeo, que confirmou o impedimento do jogador do Cerro Porteño no lance que teria inaugurado o placar no Paraguai

Danielle Barbosa
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução

A Conmebol divulgou imagens e áudio do VAR sobre o gol anulado do Cerro Porteño contra o Fluminense, nesta terça-feira (13), pela rodada de ida das oitavas de final da Copa Libertadores. A entidade admitiu que houve um equívoco na anulação do gol marcado por Boselli, e que o Tricolor das Laranjeiras acabou sendo beneficiado com a decisão – vale destacar que a equipe comandada por Roger Machado venceu o jogo disputado no Paraguai por 2 a 0.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

O lance aconteceu na etapa final do primeiro tempo, quando a partida ainda estava 0 a 0 e o gol naquela momento poderia influenciar no placar final. Com a vitória por 2 a 0, o Fluminense pode até perder por 1 a 0 no Rio de Janeiro, na próxima terça-feira, dia 20, às 19h15 (de Brasília), que ainda sim garante a vaga para as quartas de final da competição.

“O assistente, em um cruzamento, levanta sua bandeira, assinalando impedimento de forma equivocada. O VAR checou a jogada com um ângulo muito fechado, deixando de levar em conta um defensor que está na parte inferior da tela para a colocação de linhas virtuais. Esse defensor habilitaria todos os atacantes, caracterizando um erro na decisão final”, diz o vídeo divulgado pela entidade.

Confira o vídeo divulgado pela Conmebol:

Em entrevista coletiva após o jogo, o ex-jogador Arce, técnico do Cerro Porteño, comentou o lance. “Creio que foi um erro muito óbvio, muito grande, muito evidente. Deixa eu ver o que mais posso dizer para não sair… É impossível que não tenham se dado conta, ao menos o que estava fazendo o VAR lá de cima. Também o bandeira, que não seguiu o protocolo de esperar até o final, levantou muito rápido. Mas não acho que é uma desculpa. Se investe tanto, todos são convidados para seminários. Sinceramente, nos roubaram à mão armada em nossa própria casa.”

O ídolo do Palmeiras ainda falou sobre a possibilidade de pedir a suspensão da partida. “Cinco, sete, oito profissionais pagos para isso e não puderam perceber. Podemos entender com o que se passa em campo, mas com os que estão tranquilos, à distância, em teoria têm oito, nove, dez câmeras. Nós em tempo real tivemos a imagem, como mostramos aos árbitros, e eles não puderam determinar essa situação. Evidente que de alguma maneira afetou mais ou menos, poderia ter mudado a forma de encarar o segundo tempo. Agora já foi. O que podemos fazer? Pedir a suspensão da partida? Reclamar contra a arbitragem? Já nos meteram a mão aqui (Campeonato Paraguaio), agora nos metem a mão em um campeonato internacional.”

LEIA MAIS:
Fluminense: Nenê lamenta não ter definido o confronto com o Cerro na ida
Fluminense prova mais uma vez que é extremamente competitivo em boa vitória sobre o Cerro Porteño; entenda

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes