Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Olimpíadas: Espanha impõe segunda derrota da Argentina no basquete masculino

Controlando bem o jogo no segundo tempo, Espanha supera alto número de desperdícios de bola e coloca a Argentina em situação delicada nos Jogos Olímpicos

Thiago Chaguri
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação/FIBA

Aumentando a vantagem em confrontos direto no basquete masculino, Espanha vence a Argentina e carimba vaga para as quartas de final dos Jogos Olímpicos. Por 81 a 71, os europeus não somente ganharam a partida, como também complicaram a situação do adversário. Os espanhóis enfrentarão a Eslovênia para definição do primeiro lugar do grupo. Já os argentinos precisarão bater o Japão para entrar como um dos melhores terceiros colocados e sobreviver na competição. As partidas serão no dia 01 de agosto, na Saitama Super Arena.

Ricky Rubio foi o destaque do jogo com 26 pontos e quatro assistências. Pelo lado argentino, Nicolas Laprovittola foi o cestinha da partida com 27 mais quatro assistências.

Este foi o primeiro encontro entre as seleções desde 2019. Na ocasião, disputaram o título da Copa do Mundo. Com vitória por 95 a 75, a Espanha tornou-se bicampeã mundial. Seu primeiro troféu veio em 2006.

Histórico em Jogos Olímpicos

Contabilizando o jogo de hoje (29), as seleções se enfrentaram por três vezes. Em Atenas-2004, a Espanha levou a melhor por 87 a 76 na fase de grupos. Mas, no final da história, os ‘hermanos’ sorriram por último ao conquistar de forma épica o ouro olímpico, com direito a vitória sobre os Estados Unidos de LeBron James, Tim Duncan, Dwyane Wade, Allen Iverson e Carmelo Anthony na semifinal.

Pela edição da Rio-2016, novo triunfo espanhol, desta vez por um placar elástico de 92 a 73. Grande parte deste atual elenco, assim como o técnico Sergio Scariolo, esteve presente no embate em solo brasileiro. Os oito jogadores são: Pau Gasol, Rudy Fernandez, Sergio Rodriguez, Sergio Llull, Ricky Rubio, Victor Claver, Willy Hernangomez, e Alex Abrines

A exemplo do adversário, muitos argentinos também estiveram na capital carioca: Luís Scola, Facundo Campazzo, Nicolas Laprovittola, Nicolas Brussino, Marcos Delia, Gabriel Deck, Patricio Garino, além do técnico Sergio Hernandez.

Pau Gasol e Luís Scola são os únicos remanescentes dos dois confrontos. Ambos estão disputando a quinta olimpíada cada, todas de forma consecutiva.

1º Quarto

Os argentinos começaram bem a partida, forçando três erros dos adversários nos três primeiros minutos. Apesar da demora de quase dois minutos para abrir o placar, emendaram uma boa sequência de 7 a 0. Rudy Fernandez inaugurou o marcador espanhol já com três minutos de jogo com uma bola tripla. Nicolas Laprovittola, também numa bola de três, aumentou a vantagem albiceleste para nove pontos, em 15 a 6.  Na mesma moeda, Ricky Rubio puxou a reação da “roja” e anotou oito pontos para virar o marcador em 16 a 15 na metade do período. No entanto, a dois minutos do fim, Nicolas Brussino colocou 23 a 18. A vantagem em cinco pontos permaneceu e o quarto terminou com 25 a 20 para a Argentina.

2º Quarto

Em uma enterrada, Pau Gasol empatou o jogo e na sequência Sergio Llull passou a Espanha na frente pela primeira vez, por 31 a 29. Equilibrado, as equipes passaram a se revezar na liderança do placar. Rudy Fernandez com uma bola de três recolocou os espanhóis na dianteira no marcador e assim a equipe permaneceu até o fim do quarto. Fim de primeiro tempo, 40 a 34 para os europeus.

Ricky Rubio comandou os espanhóis com 13 pontos e três assistências. Laprovittola com 15 pontos e Facundo Campazzo, anotando 10 pontos e três assistências, puxaram a pontuação argentina.

3º Quarto

Voltando melhor do intervalo, a Espanha chegou a abrir nove de vantagem. Laprovittola ensaiou uma reação argentina emendando sete pontos. Mas Ricky Rubio, com uma bola do perímetro, acalmou os espanhóis, abrindo 52 a 45 a quatro minutos do fim do período. Sergio Hernandez pediu tempo para reorganizar os argentinos. Contudo, o time não correspondeu e viu os espanhóis dispararem no placar em 60 a 47. Com cesta e falta no estouro do cronômetro, o argentino Nicolas Brussino marcou três pontos e deu números finais ao período, com os europeus à frente por 61 a 53.

4º Quarto

Os quatro primeiros minutos foram de pontuação baixa de ambas equipes. Com 8 a 5 na parcial, a Espanha comandava o placar em 69 a 56. Chamou a atenção a quantidade de erros no jogo até o momento. A Argentina desperdiçou 21 posses, enquanto os adversários perderam a bola 18 vezes. Victor Claver anotou uma bola tripla e colocou 16 de vantagem exatamente na metade do período. Sergio Hernandez parou o jogo para tentar conter os espanhóis. Porém, logo após a volta à quadra, Campazzo – segundo principal pontuador argentino – cometeu a quinta falta e foi ejetado do jogo. A partir dali a Espanha administrou o placar. Sem sofrer sustos, fechou o jogo em 81 a 71.

Calendário

Os espanhóis voltam à quadra para disputar a primeira colocação do grupo contra a Eslovênia de Luka Doncic. A Argentina corre sério risco de eliminação. Caso vença o Japão, dependerá de outros resultados para avançar. Se perder, volta para casa.

Espanha

27/07

Espanha 88 x 77 Japão

29/07

Espanha 81 x 71 Argentina

01/08 – 5h20

Espanha x Eslovênia

Argentina

27/07

Argentina 100 x 118 Eslovênia

29/07

Argentina 71 x 81 Espanha

01/08 – 1h40

Argentina x Japão

 

LEIA MAIS:

Rebeca Andrade é prata! A primeira medalha da ginástica feminina do Brasil em Olimpíadas

Bronze no judô, Mayra Aguiar desabafa após drama: ‘Valeu a pena!’

Olimpíadas: Ágatha e Duda vencem dupla do Canadá no vôlei de praia